F1: Williams relembra "decisões corajosas" que a fizeram pontuar em 2021

Jost Capito, chefe da equipe britânica, acredita que bons resultados - como Budapeste - foram conquistados por mérito de todo o time

F1: Williams relembra "decisões corajosas" que a fizeram pontuar em 2021

O chefe da Williams na Fórmula 1, Jost Capito, acredita que "decisões corajosas" levaram a equipe a conquistar pontos em 2021 e deve comemorar seus resultados "por mérito". Depois de terminar em último no campeonato de construtores por três anos consecutivos, a escuderia subiu para o oitavo lugar na classificação no último ano, enquanto desfrutava de sua temporada de maior sucesso desde 2017.

O time de Grove encerrou uma seca de pontos que durava desde a Alemanha 2019 ao terminar em sétimo e oitavo na Hungria, capitalizando em uma corrida bagunçada e com acidentes na primeira volta para colocar Nicholas Latifi e George Russell nos pontos. O britânico marcaria mais pontos na Bélgica, Itália e Rússia, e conquistaria o primeiro pódio da Williams desde o Azerbaijão 2017 com o segundo lugar em Spa, marcado pela chuva.

Leia também:

Capito disse que os resultados nas corridas do meio do ano "não eram esperados", mas que os erros nas provas que antecederam isso forneceram motivação adicional a toda a equipe depois de passar os dois anos anteriores à deriva.

"Quando começamos a ter a 11ª posição e vimos que poderíamos correr com alguns carros no meio do pelotão, é claro que isso também dá um impulso", comentou ele ao Motorsport.com. "Você se move mais e melhora se estiver na posição de lutar com outros carros e competir. E isso também é o que encontramos com os pilotos: eles têm uma motivação completamente diferente se estiverem apenas atrás do pelotão ou se puderem disputar."

Nicholas Latifi, Williams FW43B, George Russell, Williams FW43B

Nicholas Latifi, Williams FW43B, George Russell, Williams FW43B

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

"Em Barcelona, ​​a luta entre George e Fernando [Alonso] foi fantástica e deu a ele muita confiança de que o carro não é tão ruim e que poderíamos somar pontos. A escuderia então acredita nisso. Claro que nos beneficiamos da primeira curva. Mas você ainda precisa passar por isso e ainda precisa terminar na posição."

Russell chegou perto de marcar pontos em Paul Ricard, Red Bull Ring e Silverstone, mas foi em Hungaroring que a Williams finalmente fez seu avanço.

"Acho que a equipe tomou algumas decisões muito corajosas em Budapeste nas escolhas de pneus, bem como para manter essa posição", disse Capito. "Então, devemos ter a sensação de que foi por mérito, e eu acredito que seja, porque se você está em condições de levar os pontos e não pode, então não fez seu trabalho."

TELEMETRIA DE FÉRIAS: RICO PENTEADO fala tudo sobre NOVO CARRO DA F1 que estreia em 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #157 - Sucesso da F1 na Band e destaques de 2021: entrevista com editor Fred Sabino

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Alfa Romeo garante que negociações conturbadas com Andretti não atrapalharam desenvolvimento
Artigo anterior

F1: Alfa Romeo garante que negociações conturbadas com Andretti não atrapalharam desenvolvimento

Próximo artigo

F1: Villeneuve diz que Hamilton deve “ser agressivo” para recuperar título

F1: Villeneuve diz que Hamilton deve “ser agressivo” para recuperar título
Carregar comentários