F1 - Wolff diz que pilotagem agressiva precisa ser avaliada e pede fim de campeonato limpo

Chefe da Mercedes diz que o melhor tem que vencer e, se for Verstappen, "estará em paz com isso"

F1 - Wolff diz que pilotagem agressiva precisa ser avaliada e pede fim de campeonato limpo
Carregar reprodutor de áudio

O GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 foi marcado por polêmicas, incluindo entre os rivais na luta pelo título, Max Verstappen e Lewis Hamilton. E para Toto Wolff, a pilotagem agressiva vista hoje precisa ser avaliada pela FIA, pedindo que o final da temporada seja limpo, com o melhor vencendo na pista.

Hamilton e Verstappen protagonizaram diversas disputas intensas na prova de Jeddah e na polêmica maior da prova, o holandês foi devolver a posição ao rival por passar por fora da pista e o heptacampeão acabou acertando a traseira da Red Bull.

Leia também:

O britânico afirmou que ficou surpreso ao ver que o rival havia freado tão rapidamente, enquanto Verstappen criticou a punição de cinco segundos que levou pelo incidente, dizendo que hoje a F1 é mais punições do que corridas.

O chefe da Mercedes elogiou a performance de Hamilton na corrida, especialmente no final, afirmando que o britânico poderia inclusive ter abandonado.

"O resultado no fim, vencer a corrida, acho que ele mereceu", disse Wolff à Sky Sports F1. "Ele poderia ter abandonado algumas vezes, com a asa dianteira quebrado. E não quero lavar a roupa suja, mas essa foi uma corrida espetacular, mas não boa".

Segundo Wolff, a telemetria mostra que Verstappen estava fazendo um break test, quando um piloto "desacelera, volta a acelerar e reduz novamente". E o chefe da Mercedes voltou a afirmar que Hamilton não sabia que o holandês estava reduzindo, defendendo que recebeu uma sequência errada de mensagens no sistema.

Questionado por que Hamilton reduziu a velocidade também em vez de passar pela esquerda e lutar posteriormente na zona de DRS, Wolff acredita que isso nem passou pela mente do heptacampeão.

"Teria sido confuso, absolutamente, mas acho que os comissários olharão a fundo a telemetria, tirando uma decisão. Se foi confusão, e os pilotos não foram informados do modo ideal, isso deve ter um papel importante".

Wolff foi questionado ainda sobre a condução da corrida por parte do diretor de provas Michael Masi, com as duas bandeiras vermelhas e intervenções do safety car, físico e virtual, mas o chefe da Mercedes optou por não fazer críticas diretas, falando apenas o que precisa ser avaliado.

"Posso estar errado, mas acho que é mais a pilotagem, que precisa ser avaliada. Tem sido muito agressiva, talvez fora dos limites, e queremos ter um campeonato limpo, com o melhor vencendo. E se for Max, estarei em paz com isso. Mas precisa ser uma luta justa. É importante ter uma ótima corrida para encerrar a temporada. Dois pilotos fantásticos lutando um contra o outro".

F1 AO VIVO: Penúltimo capítulo da disputa VERSTAPPEN X HAMILTON e informações sobre ENZO FITTIPALDI

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #149: Frank Williams é o maior personagem da F1 fora das pistas?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Hamilton sobre o "confuso" incidente com Verstappen: "Não entendi porque ele freou de repente"
Artigo anterior

F1 - Hamilton sobre o "confuso" incidente com Verstappen: "Não entendi porque ele freou de repente"

Próximo artigo

Marko critica acusação de 'brake test' de Verstappen e decisões da F1: "Não podem continuar assim"

Marko critica acusação de 'brake test' de Verstappen e decisões da F1: "Não podem continuar assim"