Últimas notícias

F1: Wolff 'muda de lado' e defende FIA no caso de Steiner

Chefe da Mercedes opinou sobre a polêmica entre Guenther Steiner e os comissários e se posicionou a favor da FIA: "Temos que apoia-los em tudo que pudermos"

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Durante o GP de Mônaco, Guenther Steiner, chefe de equipe da Haas, criticou duramente os comissários por conta de uma penalização que foi dada a Nico Hulkenberg por uma colisão na primeira volta da corrida, razão pela qual o piloto da equipe americana teve que fazer uma declaração oficial à FIA no GP da Espanha de Fórmula 1.

Leia também:

A razão da chamada se baseava no fato de Steiner ter violado o regulamento relacionado à conduta por usar uma linguagem que poderia causa "ofensa, humilhação ou ser inapropriada". Após suas defesas, o chefe da Haas recebeu uma reprimenda por parte da FIA e se comprometeu a não criticar novamente dessa maneira os comissários, sendo que não foi a primeira vez que aconteceu.

No passado, tanto os comissários de bordo quanto a própria FIA foram alvo de fortes críticas na classe mais alta do automobilismo e, sem ir mais longe e relembrando um dos casos mais notórios, Toto Wolff reconheceu publicamente que havia perdido a fé em um órgão como a Federação Internacional de Automobilismo após o polêmico final do GP de Abu Dhabi 2021.

No entanto, quando perguntado sobre o caso de Steiner, o diretor da equipe Mercedes mudou de lado e, em vez de criticar o trabalho da FIA, defendeu e disse que os comissários de bordo não têm um trabalho fácil.

Toto Wolff, Director del equipo y CEO de Mercedes-AMG

Toto Wolff, Director del equipo y CEO de Mercedes-AMG

"Eu nunca duvidei do sistema, apenas dos indivíduos", disse ele em uma clara referência a Michael Masi, com quem ele às vezes admitiu ainda estar irritado com a forma como a temporada de 2021 terminou e com a perda do título de Lewis Hamilton para Max Verstappen.

"Como juiz e diretor de corrida, você está sob uma pressão incrível para tentar sempre fazer a coisa certa e, provavelmente, em cada decisão, haverá alguém que ficará feliz e alguém que não ficará."

"Portanto, acredito e confio que eles estão fazendo o melhor que podem e temos que apoiar a FIA de todas as formas possíveis", disse Toto Wolff, que, depois de seu grande desentendimento com o órgão regulador da Fórmula 1, parece estar procurando um pouco de paz

Rico Penteado abre o jogo sobre Michael Schumacher

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #233 - Leclerc ou Pérez: quem passou mais vergonha nas últimas provas?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Artigo anterior F1: Russell vê Verstappen "menos agressivo do que nunca" em 2023
Próximo artigo F1: Sainz foi peça fundamental no romance entre Hamilton e Shakira, diz Daily Mail
Assinar