F1: Wolff rasga elogios a Hamilton e Russell e vê Mercedes ainda viva na luta pelo título

Para o chefe da Mercedes, progresso visto é encorajador, mas ressalta que ainda é necessário avançar com o W13 para lutar mais diretamente contra Ferrari e Red Bull

F1: Wolff rasga elogios a Hamilton e Russell e vê Mercedes ainda viva na luta pelo título
Carregar reprodutor de áudio

Após um começo difícil na temporada 2022 da Fórmula 1, Lewis Hamilton e George Russell viram um W13 transformado no último fim de semana, durante o GP da Espanha. E para a Mercedes, a forma vista na etapa renovou a crença de que o time alemão ainda pode se juntar à luta pelo título.

Russell brigou com as Red Bulls a caminho do pódio, mas foi a escalada de Hamilton do fundo do pelotão até a quinta posição que realmente encorajou a equipe.

Leia também:

O chefe Toto Wolff disse que o ritmo de Hamilton sugere que a Mercedes teria o melhor pacote da corrida, dando uma luz no fim do túnel de que a forma vista no fim do ano passado pode estar próxima.

"Aquilo parecia que ele estava guiando um carro campeão, e isso não era possível nas corridas anteriores", disse Wolff sobre Hamilton. "Isso me lembrou do ano passado e os anteriores, quando tínhamos um carro no topo".

Questionado se isso fazia a Mercedes acreditar que é possível se colocar na luta contra Ferrari e Red Bull, Wolff disse: "Eu vi hoje um carro que me lembrou dos anos anteriores, onde você poderia estar 30s atrás de todo o grid e acabar próximo do pódio".

"Isso é muito encorajador, e mostra que demos mais um passo. Podemos lutar pelo título? Sim, aposto que sim. Mas precisamos de um carro capaz de terminar em primeiro e segundo. E acho que temos motivos para acreditar que isso é possível".

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG and Roger Federer

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG and Roger Federer

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

"Se olharmos para as chances, elas estão contra nós. Mas o automobilismo é um jogo diferente. Vimos hoje que a Ferrari não pontuou tanto quanto deveria. Estamos dando o nosso melhor para voltarmos ao jogo".

Enquanto Hamilton está a 64 pontos do líder Max Verstappen no Mundial, Russell está mais próximo, apenas 36 atrás. Entre os Construtores, a Mercedes é a terceira com 120, 49 e 75 atrás de Ferrari e Red Bull, respectivamente.

Wolff disse que a diferença para as duas equipes não foi encerrada totalmente com as atualizações, mas vê o déficit dramaticamente reduzido. 

"Esse regulamento nos pegou de guarda baixa e, pouco a pouco, estamos entendendo o que precisamos para trazer a performance ao carro. Vimos mais um passo adiante neste fim de semana, e provavelmente reduzimos essa diferença pela metade. Mas ainda há muito pela frente".

"Mas, tendo dito isso, estamos em terceiro com George e isso é bom. Sua pilotagem foi incrível, a defesa, o posicionamento. Estou orgulhoso e feliz por isso, é o surgimento de uma grande estrela".

VÍDEO: Qual é o melhor piloto da temporada 2022 da F1 até agora?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #178: Será o fim da linha para Vettel e Alonso na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Chuva, invasão e Schumacher encantado: relembre primeira vitória de Rubinho na F1
Artigo anterior

Chuva, invasão e Schumacher encantado: relembre primeira vitória de Rubinho na F1

Próximo artigo

F1: Ferrari envia motor de Leclerc para investigação em Maranello

F1: Ferrari envia motor de Leclerc para investigação em Maranello