Ferrari é forçada a mudar testes em meio à indefinição sobre regras

Regulamento que permitiria uso de modelo de 2021 ainda não foi oficializado, impedindo sessões de equipe italiana

Ferrari é forçada a mudar testes em meio à indefinição sobre regras
Carregar reprodutor de áudio

A Ferrari teve que fazer uma mudança de última hora em seus planos de teste em Fiorano nesta semana em meio à incerteza sobre as regras da Fórmula 1.

A equipe de Maranello originalmente pretendia usar o carro SF21 do ano passado nos quatro dias de teste, que está programado como um exercício de aquecimento para os pilotos Charles Leclerc e Carlos Sainz, além de Robert Shwartzman, piloto de testes.

Leia também:

No entanto, pouco antes do início do programa de testes, a Ferrari teve que revisar seus planos por causa da confusão sobre se era permitido ou não rodar um dos carros do ano passado.

A F1 está atualmente em um estado de fluxo sobre os regulamentos esportivos para 2022, com as únicas regras publicadas sendo um rascunho inicial que foi aprovado em abril do ano passado.

As equipes e a FIA estão trabalhando para fazer alterações para a próxima temporada, mas ainda não foram aprovadas no processo formal de ratificação pelo Conselho Mundial de Automobilismo do órgão regulador.

Embora, em teoria, as regras esportivas possam esperar até a abertura da temporada no Bahrein, o fato de incluir restrições aos testes significa que, no momento, as equipes estão em um estado de fluxo sobre algumas definições de regulamentação.

De acordo com a redação dos regulamentos publicados mais recentemente, as equipes estão proibidas de usar um carro que foi construído de acordo com os regulamentos do ano anterior.

Afirma que um carro será classificado como atual se for "projetado e construído para cumprir os Regulamentos Técnicos de Fórmula 1 do campeonato, ou dos campeonatos do ano anterior ou do ano seguinte".

Charles Leclerc, Ferrari SF21

Charles Leclerc, Ferrari SF21

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Com os atuais testes de carros restritos apenas à pré-temporada, além dos dias de filmagem limitados, isso significa que a Ferrari não teria permissão para rodar o SF21 em Fiorano esta semana sob os atuais regulamentos publicados.

Uma regra separada permite que equipes usem carros mais antigos, mas é claro que eles precisam ter pelo menos dois anos de idade.

"Testes com carros anteriores devem ser parte de um evento no qual um competidor inscrito no Campeonato participe (ou no qual um terceiro participe em nome de um competidor ou de um fornecedor de uma unidade de potência homologada), usando carros que foram projetados e construídos para cumprir os Regulamentos Técnicos da Fórmula 1 de qualquer um dos três anos civis imediatamente anteriores ao ano civil anterior ao Campeonato”.

Entende-se que houve um pedido das equipes, por causa da grande mudança nas regras de 2022, para ajustar as regras de teste para permitir que eles rodem carros de 2021 este ano, pois há pouca vantagem de desempenho que eles podem obter ao fazê-lo.

No entanto, sem clareza ainda oferecida à Ferrari pela FIA sobre a legalidade disso, já que os regulamentos esportivos não foram ratificados, ela optou por rodar seu carro de 2018 enquanto aguarda uma decisão sobre onde estão as regras.

Um comunicado da equipe disse: "O programa de testes que a Scuderia Ferrari realizaria a partir de hoje na pista de Fiorano foi alterado esta manhã.

"Aguardando uma atualização da FIA sobre como a definição de 'Test Previous Cars' será aplicada em 2022, que estabelece qual carro pode ser usado neste tipo de teste - foi decidido na sessão que um SF71H 2018 será utilizado. O programa detalhado será anunciado posteriormente."

O MISTÉRIO de HAMILTON: até que ponto SILÊNCIO de piloto é válido?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #158 – TELEMETRIA DE FÉRIAS: Rico Penteado explica novo carro da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST:

 

 

compartilhar
comentários
F1: Novo diretor técnico da Mercedes, Elliott fala sobre "transição estranha" para o novo capítulo da equipe
Artigo anterior

F1: Novo diretor técnico da Mercedes, Elliott fala sobre "transição estranha" para o novo capítulo da equipe

Próximo artigo

Conheça a evolução do peso dos carros de F1: 300 kg a mais do que na década de 1960

Conheça a evolução do peso dos carros de F1: 300 kg a mais do que na década de 1960