Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
48 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
55 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
69 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
83 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
97 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
104 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
118 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
132 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
139 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
160 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
174 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
188 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
216 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
223 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
237 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
244 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
258 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
272 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
279 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
293 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
307 dias

FIA: Decisão sobre Verstappen foi técnica, não pelo bem da F1

compartilhar
comentários
FIA: Decisão sobre Verstappen foi técnica, não pelo bem da F1
Por:
2 de jul de 2019 12:38

Diretor de provas do órgão máximo do automobilismo, Michael Masi nega que holandês tenha sido inocentado por politicagem

A pressão externa e o "bem maior" pela Fórmula 1 não influenciaram a decisão de não punir Max Verstappen no GP da Áustria, segundo o diretor de provas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Michael Masi.

Após a corrida, uma longa investigação foi realizada para avaliar o contato entre o piloto da Red Bull e Charles Leclerc, da Ferrari. No momento em que Verstappen ultrapassou o monegasco, o holandês acabou espalhando a tangência na curva em questão e os dois se tocaram.

Leia também:

Leclerc insinuou que o rival o forçou para fora da pista deliberadamente, mas os comissários desportivos da FIA, que contaram com a contribuição do multicampeão das 24 Horas de Le Mans Tom Kristensen, livraram Verstappen de qualquer gancho.

O resultado foi visto como importante para a F1, que recebeu críticas pelas decisões dos comissários sobre as batalhas mais significativas nos dois GPs anteriores. Em especial a punição a Sebastian Vettel no GP do Canadá, no qual o alemão acabou perdendo o triunfo para Lewis Hamilton após tomar gancho de 5 segundos no tempo de prova por retorno perigoso à pista.

Perguntado pelo Motorsport.com se as críticas anteriores à categoria pesaram na decisão do GP da Áustria, Masi disse que o papel principal da FIA no incentivo a corridas melhores é definir as regras e interpretá-las como possível, não fechar os olhos para eventuais irregularidades.

"A F1, a FIA, as equipes e os pilotos são todos parceiros para garantir que isso seja um sucesso e o mais forte possível", disse Masi. “Mas no final do dia, de ponto de vista regulatório, temos um livro de regras e um conjunto de regulamentos a serem aplicados”.

“Há vários outros processos e discussões para serem analisados ​​se as regras mudarem, se mudarem e dependendo de como isso acontecer. Mas nosso papel é garantir que essas regras sejam aplicadas”.

O dirigente australiano assumiu o posto de diretor de provas antes do GP da Austrália após o falecimento de Charlie Whiting, que acumulava essa e outras funções na FIA e era um personagem fundamental do organograma da F1.

Próximo artigo
Chefe da Red Bull: Punição a Verstappen seria "incompreensível"

Artigo anterior

Chefe da Red Bull: Punição a Verstappen seria "incompreensível"

Próximo artigo

F1: Norris comenta disputas com Hamilton e Verstappen na Áustria

F1: Norris comenta disputas com Hamilton e Verstappen na Áustria
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Áustria
Autor Scott Mitchell