Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
49 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
56 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
70 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
84 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
98 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
105 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
119 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
133 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
140 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
161 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
175 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
189 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
217 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
224 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
238 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
245 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
259 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
273 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
280 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
294 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
308 dias

Chefe da Red Bull: Punição a Verstappen seria "incompreensível"

compartilhar
comentários
Chefe da Red Bull: Punição a Verstappen seria "incompreensível"
Por:
2 de jul de 2019 12:03

"É incompreensível pensar que eles teriam mudado o pódio depois de uma corrida como aquela", disse Christian Horner

Chefe de equipe da Red Bull na Fórmula 1, Christian Horner disse que seria "incompreensível" se os comissários da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) tivessem punido Max Verstappen por sua ultrapassagem sobre o ferrarista Charles Leclerc no GP da Áustria do último fim de semana.

A manobra de Verstappen ficou sob investigação após a vitória do holandês no Red Bull Ring. A suspeita era de que o holandês pudesse ter deliberadamente forçado o monegasco para fora na tomada da curva em que o ‘lance’ ocorreu. A alegação era de que Verstappen poderia ter aberto a tangência com o objetivo de jogar Leclerc para fora da pista.

Leia também:

Apesar de os comissários levarem mais de três horas para tomar sua decisão, o incidente foi considerado como “de corrida” e nenhuma punição foi aplicada. Para Horner, que ficou feliz em conseguir a primeira vitória de sua equipe com o novo parceiro de motores Honda, as consequências do que teria acontecido se a vitória de Verstappen fosse tirada seriam impensáveis.

Perguntado sobre qual teria sido a reação se Verstappen tivesse sido punido, Horner disse: "Não vale a pena pensar, porque francamente eles tomaram a decisão certa. É incompreensível pensar que eles teriam mudado o pódio depois de uma corrida como essa. Essa foi a tônica que a F1 precisava para uma corrida fantástica”.

Horner disse ainda que a equipe nunca duvidou que Verstappen tivesse feito um movimento correto. Segundo ele, a Red Bull sequer considerou dizer ao holandês para devolver o posto a Leclerc.

"Estávamos completamente convencidos de que estava tudo bem", disse ele. "Mas aí foi para a investigação dos comissários e você nunca sabe o que vai acontecer. Mas eu acho que Tom Kristensen e os outros fizeram a escolha certa. Foi uma corrida justa, difícil e é assim que a F1 deve ser. Se você olhar, Max estava em vantagem na tangência, por isso ele ganhou a posição na curva", analisou Horner.

Próximo artigo
Chefe da Red Bull diz que Gasly precisa de um “Ctrl+Alt+Del” mental

Artigo anterior

Chefe da Red Bull diz que Gasly precisa de um “Ctrl+Alt+Del” mental

Próximo artigo

FIA: Decisão sobre Verstappen foi técnica, não pelo bem da F1

FIA: Decisão sobre Verstappen foi técnica, não pelo bem da F1
Carregar comentários