Fórmula 1 GP da Bélgica

FIA oficializa regras de motores da F1 a partir da temporada de 2026

Após reunião do Conselho Mundial, entidade finalmente confirmou parâmetros de unidades de potência

George Russell, Mercedes W13, Charles Leclerc, Ferrari F1-75, Carlos Sainz, Ferrari F1-75, Lando Norris, McLaren MCL36, Lewis Hamilton, Mercedes W13, the rest of the field at the start

O Conselho Mundial de Automobilismo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou nesta terça-feira (16) os regulamentos das unidades de potência para a Fórmula 1 a partir de 2026.

Segundo a entidade que cuida do automobilismo, essas regras são o resultado de “extensa pesquisa e desenvolvimento, bem como consulta colaborativa entre a FIA e os novos fabricantes, existentes e potenciais”. O pacote inclui o Regulamento Técnico, Esportivo e Financeiro.

Leia também:

A FIA dividiu em quatro pilares a estrutura das regras de motores para 2026:

- Manter o espetáculo – a unidade de potência de 2026 terá desempenho semelhante aos projetos atuais, utilizando motores de combustão interna V6 de alta potência e alta rotação e evitando diferenciação excessiva de desempenho para permitir melhor capacidade de corrida;

- Sustentabilidade ambiental – a Unidade de potência de 2026 incluirá um aumento na implantação de energia elétrica em até 50% e utilizará um combustível 100% sustentável;

- Sustentabilidade Financeira – Isso será, em teoria, reforçada por meio da introdução de um limite de custo do trem de força. Entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2023 para trazer maior paridade esportiva e econômica. Os números principais são para o período 2022-25, um limite de custo de US$ 95 milhões e depois US$ 130 milhões a partir de 2026 - embora isso exclua marketing, atividades de PU da geração atual e o fornecimento para equipes clientes.

Violações menores deste limite serão aplicadas por penalidades financeiras e “pequenas penalidades esportivas”, enquanto infrações mais graves serão respondidas com deduções de pontos no campeonato.

- Atraente para novos fabricantes de unidades de potência – os regulamentos visam tornar possível e atraente para os recém-chegados ingressar no esporte em um nível competitivo, o que deve facilitar a entrada da Audi e da Porsche, esta última com a Red Bull Racing.

O presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, disse: “A FIA continua a impulsionar a inovação e a sustentabilidade – em todo o nosso portfólio de esportes a motor – os regulamentos da unidade de potência da Fórmula 1 de 2026 são o exemplo mais importante dessa missão.

“A introdução da tecnologia avançada de UP, juntamente com combustíveis sintéticos sustentáveis, alinha-se com nosso objetivo de oferecer benefícios aos usuários de carros de estrada e atingir nosso objetivo de zero carbono até 2030. A Fórmula 1 está atualmente desfrutando de um imenso crescimento e estamos confiantes de que esses regulamentos se basearão em a emoção que nossas mudanças de 2022 produziram.

“Quero agradecer a todos os chefes e técnicos da FIA envolvidos neste processo por sua diligência e compromisso em trabalhar em conjunto com todas as partes interessadas da F1 para entregar isso. Também quero agradecer aos membros do Conselho por sua consideração e aprovação desses regulamentos.”

Na prática, a promessa é de motores com mais de mil cavalos de potência, um aumento da energia elétrica do carro, um novo MGU-K que entregará o triplo de energia, a saída do MGU-H, um combustível 100% limpo e que poderá ser utilizado em carros de rua, além de se utilizar menos da metade de combustível em comparação com os carros de 2013 e a reciclagem total das baterias utilizadas pelos carros.

PODCAST: É o fim da linha para Ricciardo na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Por que Mercedes evitou reformulação no W13 apesar de dificuldades iniciais
Próximo artigo FIA aprova mudanças nas regras de assoalho e de santantônio para 2023

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil