Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
28 dias
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
42 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
84 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
91 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
105 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
112 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
126 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
140 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
147 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
161 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
175 dias

FIA pede confiança às equipes da F1 na verificação do cumprimento de regras

compartilhar
comentários
FIA pede confiança às equipes da F1 na verificação do cumprimento de regras
Por:
13 de abr de 2020 13:38

A Federação afirmou que as equipes da F1 podem confiar no órgão para garantir o cumprimento de regras após a controvérsia com a Ferrari

A investigação da FIA sobre a unidade de potência da Ferrari de 2019 para a Fórmula 1 - e a falta de divulgação dos resultados encontrados - levantaram não apenas grandes suspeitas das equipes rivais sobre a possível quebra de regulamento da Ferrari como também levaram à críticas à Federação.

No final, a FIA afirmou que não conseguiu provar que a Ferrari havia quebrado o regulamento, então chegou a um acordo privado com a equipe para encerrar o assunto.

Leia também:

Uma das reclamações das equipes após o anúncio foi a incapacidade da FIA de entender o que a Ferrari havia feito, deixando questões sobre a capacidade da Federação de entender quando as equipes estão burlando o regulamento.

Reagindo a esses comentários, o presidente da FIA, Jean Todt, afirmou que, enquanto não é possível garantir que todas as quebras de regulamento sejam detectadas, ele tem fé de que o conhecimento técnico de seus funcionários, aliados a modernas tecnologias vão garantir que nenhuma tentativa passe despercebido.

"É provavelmente mais complexo agora mas, se você ver a organização atual da FIA no lado técnico em comparação ao que era, nunca esteve em um nível tão grande quanto esse", disse Todt em entrevista exclusiva ao Motorsport.com.

"Acho que em um mundo moderno, com denúncias e tudo isso, as coisas ficam mais difíceis para que os responsáveis peçam a alguns membros de suas equipes para serem cúmplices. Com as pessoas trocando de equipes, se torna algo difícil".

"Mas quero que você me responda: aconteça o que acontecer, você acha que é possível detectar tudo? A resposta é não".

GALERIA: Atual cúpula da F1 e da FIA tem relação histórica com Ferrari; entenda

Galeria
Lista

Jean Todt, que hoje é que possui o maior poder do trio, foi diretor de corridas da Ferrari de 1994 a 2007 e CEO entre 2004 e 2009.

Jean Todt, que hoje é que possui o maior poder do trio, foi diretor de corridas da Ferrari de 1994 a 2007 e CEO entre 2004 e 2009.
1/14

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

Ele foi o primeiro não italiano a ocupar uma vaga tão alta na equipe. Após 12 anos de Peugeot, ele foi recrutado por Luca di Montezemolo para tentar dar um fim ao jejum que vinha desde 1979.

Ele foi o primeiro não italiano a ocupar uma vaga tão alta na equipe. Após 12 anos de Peugeot, ele foi recrutado por Luca di Montezemolo para tentar dar um fim ao jejum que vinha desde 1979.
2/14

Foto de: XPB Images

A escolha não poderia ter sido mais certeira. No final de 1995, um convite a Michael Schumacher daria início a um grande período de vitórias, com cinco títulos consecutivos de pilotos e construtores, de 2000 a 2004, além do campeonato de Kimi Raikkonen em 2007, o último da escuderia.

A escolha não poderia ter sido mais certeira. No final de 1995, um convite a Michael Schumacher daria início a um grande período de vitórias, com cinco títulos consecutivos de pilotos e construtores, de 2000 a 2004, além do campeonato de Kimi Raikkonen em 2007, o último da escuderia.
3/14

Foto de: Sutton Motorsport Images

No dia 23 de outubro de 2009, Todt se elegeu presidente da FIA, cargo que ocupa até hoje.

No dia 23 de outubro de 2009, Todt se elegeu presidente da FIA, cargo que ocupa até hoje.
4/14

Foto de: XPB Images

Além de apoiar as mudanças na F1 que devem ser introduzidas em 2021, Todt tem destacado seu trabalho também na tentativa de diminuição de acidentes rodoviários.

Além de apoiar as mudanças na F1 que devem ser introduzidas em 2021, Todt tem destacado seu trabalho também na tentativa de diminuição de acidentes rodoviários.
5/14

Foto de: FIA

Ross Brawn ocupa o cargo de diretor esportivo do Grupo Liberty, detentores dos direitos comerciais da F1, após a saída de Bernie Ecclestone. É o nº2 do organograma da companhia que toma conta da F1.

Ross Brawn ocupa o cargo de diretor esportivo do Grupo Liberty, detentores dos direitos comerciais da F1, após a saída de Bernie Ecclestone. É o nº2 do organograma da companhia que toma conta da F1.
6/14

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Atualmente, é o principal nome que está por trás das grandes mudanças dos regulamentos técnicos e esportivos da F1 para 2021.

Atualmente, é o principal nome que está por trás das grandes mudanças dos regulamentos técnicos e esportivos da F1 para 2021.
7/14

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Sua experiência como chefe de equipe de Schumacher em seu período mais vitorioso, de 2000 a 2004, com cinco títulos consecutivos de pilotos e construtores.

Sua experiência como chefe de equipe de Schumacher em seu período mais vitorioso, de 2000 a 2004, com cinco títulos consecutivos de pilotos e construtores.
8/14

Foto de: Ferrari Media Center

Além do sucesso meteórico da Brawn GP em 2009 o colocam como figura respeitável nas mudanças.

Além do sucesso meteórico da Brawn GP em 2009 o colocam como figura respeitável nas mudanças.
9/14

Foto de: XPB Images

O grego Nikolas Tombazis também vem do ‘casamento perfeito’ entre Schumacher e Ferrari, também vindo da Benetton, em 1997.

O grego Nikolas Tombazis também vem do ‘casamento perfeito’ entre Schumacher e Ferrari, também vindo da Benetton, em 1997.
10/14

Foto de: Ferrari Media Center

Seu cargo na escuderia italiana sempre esteve voltado à parte aerodinâmica, permanecendo na equipe de 1997 a 2003 em uma primeira passagem.

Seu cargo na escuderia italiana sempre esteve voltado à parte aerodinâmica, permanecendo na equipe de 1997 a 2003 em uma primeira passagem.
11/14

Foto de: Ferrari Media Center

Em 2004 ele foi para a McLaren, retornando à Ferrari em 2006 como diretor de design de 2006 a 2014.

Em 2004 ele foi para a McLaren, retornando à Ferrari em 2006 como diretor de design de 2006 a 2014.
12/14

Foto de: XPB Images

Antes de ocupar o cargo de chefe de monopostos da FIA em 2018, ele teve breve passagem pela Manor.

Antes de ocupar o cargo de chefe de monopostos da FIA em 2018, ele teve breve passagem pela Manor.
13/14

Foto de: Franco Nugnes

Ele também está por trás das principais mudanças prometidas pela F1 para o carro de 2021, que promete ajudar categoria a ter uma competitividade mais próxima entre as equipes.

Ele também está por trás das principais mudanças prometidas pela F1 para o carro de 2021, que promete ajudar categoria a ter uma competitividade mais próxima entre as equipes.
14/14

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

VÍDEO: O acordo "secreto" da Ferrari que deixou rivais em choque na F1

PODCAST: Há vida feliz fora da Fórmula 1?

 

 

Próximo artigo
Vettel: cultura da Ferrari é frequentemente "mal interpretada"

Artigo anterior

Vettel: cultura da Ferrari é frequentemente "mal interpretada"

Próximo artigo

Briatore diz que Ferrari tinha inveja de Alonso na F1: "Bom demais"

Briatore diz que Ferrari tinha inveja de Alonso na F1: "Bom demais"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble