Fórmula 1
07 ago
Corrida em
10 Horas
:
34 Minutos
:
40 Segundos
04 set
Próximo evento em
25 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
32 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
46 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
109 dias

Fórmula 1 anuncia primeiros casos positivos de Covid-19 no paddock

compartilhar
comentários
Fórmula 1 anuncia primeiros casos positivos de Covid-19 no paddock
Por:
, Editor
17 de jul de 2020 15:56

Foram registrados dois casos positivos durante a semana do GP da Hungria, sendo os primeiros desde o GP da Austrália em março

A Fórmula 1 bem que tentou, mas o inevitável aconteceu. Nesta sexta-feira de treinos livres para o GP da Hungria, a categoria confirmou os primeiros casos de Covid-19 no paddock desde o início do isolamento na Áustria.

Desde o final de junho, a F1 vem conduzindo testes regulares em todos os presentes nos GPs, antes mesmo do início da temporada no primeiro final de semana de junho.

Leia também:

Na sexta, a F1 divulgou um relatório revelando os números da testagem, com mais 8 mil testes feitos na Áustria sem nenhum caso positivo. Mas, após mais de 5 mil testes na Hungria ao longo da última semana, dois deram positivo.

"A FIA e a Fórmula 1 confirmam que, entre sexta, 10 de julho, e quinta, 16 de junho, foram realizados 4.997 testes em pilotos, equipes e demais funcionários", escreveu a F1 em comunicado. "Desses, duas pessoas testaram positivo. Os indivíduos não estavam presentes na Áustria, e foram removidos das operações e isolados".

"O rastreamento das pessoas próximas foi completada e elas estão em isolamento. A FIA e a Fórmula 1 estão fornecendo essas informações visando a integridade e a transparência. Não forneceremos detalhes específicos dos indivíduos".

Esses são os primeiros casos positivos no paddock da F1 desde o GP da Austrália, quando um membro da McLaren testou positivo, levando ao cancelamento da prova após a equipe anunciar sua desistência do evento.

O diretor de automobilismo da F1, Ross Brawn, disse na semana passada que o esporte não deveria ser inocente e achar que não teria casos positivos, afirmando que um resultado positivo era inevitável.

Na semana passada, a FIA escreveu uma carta à Ferrari e à Mercedes sobre ações ocorridas entre os GPs da Áustria e da Estíria. Enquanto Sebastian Vettel foi flagrado conversando com Christian Horner, chefe da Red Bull, sem máscara, Charles Leclerc e Valtteri Bottas furaram a bolha da FIA ao voltar para Mônaco entre as provas.

SEXTA-LIVRE: O dia chuvoso da F1 na Hungria e a MotoGP em Jerez

PODCAST: Guerra de bastidores na F1 e entrevista exclusiva com Igor Fraga

 

F1: Na chuva, Vettel lidera segundo treino livre para o GP da Hungria

Artigo anterior

F1: Na chuva, Vettel lidera segundo treino livre para o GP da Hungria

Próximo artigo

Hamilton espera classificatório mais acirrado no GP da Hungria

Hamilton espera classificatório mais acirrado no GP da Hungria
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith