Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
59 dias
06 mai
Próximo evento em
101 dias
20 mai
Próximo evento em
115 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
129 dias
10 jun
Próximo evento em
136 dias
24 jun
Próximo evento em
150 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
171 dias
29 jul
Próximo evento em
185 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
213 dias
02 set
Próximo evento em
220 dias
09 set
Próximo evento em
227 dias
23 set
Próximo evento em
241 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
248 dias
07 out
Próximo evento em
255 dias
21 out
Próximo evento em
269 dias
28 out
Próximo evento em
276 dias
05 nov
Próximo evento em
284 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
297 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
312 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
321 dias

Glock lamenta que saída "não tenha nada a ver com esporte"

compartilhar
comentários
Glock lamenta que saída "não tenha nada a ver com esporte"
Por:

Alemão, que fará teste com a BMW para correr na DTM, espera que a F-1 dependa menos de pilotos pagantes no futuro

Após ser dispensado da Marussia, mesmo com contrato ainda em vigor, Timo Glock manifestou sua decepção com a saída repentina da Fórmula 1. O alemão, que participou de seis temporadas na categoria, recebeu apoio de outros pilotos por meio do Twitter após o anúncio de que não disputará a temporada 2013.

Respondendo à mensagem de Mark Webber, que desejou ver o alemão “novamente em um carro competitivo” e destacou que os pilotos sentirão sua falta nos encontros que têm durante o final de semana de corrida, Glock afirmou que “é assim que a Fórmula 1 está no momento e espero que mude novamente logo porque [continuar] dessa maneira não tem nada a ver com esporte”.

A própria Marussia reconheceu que a razão para entrar em acordo com Glock para finalizar seu contrato era financeira. “Os desafios por que a indústria vem passando significam que temos de assegurar nosso futuro a longo prazo. Condições econômicas difíceis continuam e o cenário comercial é duro para todos, incluindo equipes de F-1. Gostaríamos de agradecer Timo por trabalhar conosco para chegar a esta decisão, especialmente porque ele tinha um contrato válido”, destacou o chefe da equipe, John Booth.

Outros pilotos, como Jenson Button, Sergio Perez, Paul di Resta e Max Chilton, também postaram mensagens de apoio ao alemão. Além de Glock, acredita-se que outros pilotos, como Heikki Kovalainen e Kamui Kobayashi, também perderam suas vagas por não levar grandes quantias em dinheiro de patrocinadores às equipes.

Glock aproveitou para confirmar que fará um teste com a BMW visando o campeonato de turismo alemão, a DTM. “Timo demonstrou sua habilidade ao volante ao longo dos anos, particularmente na Fórmula 1. E a situação é ainda melhor porque, de certa forma, ele está retornando a suas raízes testando pela BMW”, afirmou o diretor de automobilismo da marca, Jens Marquardt, com quem o piloto trabalhou na época de Toyota.

O alemão se mostrou animado com a "volta à casa". “Devo encontrar muitos rostos familiares [no teste] em Valência que estavam no meu tempo de BMW. Estou animado.”

Macacão de Alonso no Desafio vai a leilão a partir de hoje

Artigo anterior

Macacão de Alonso no Desafio vai a leilão a partir de hoje

Próximo artigo

"Não será impossível bater rivais", garante Lewis Hamilton

"Não será impossível bater rivais", garante Lewis Hamilton
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Timo Glock
Autor Julianne Cerasoli