Fórmula 1
25 set
Corrida em
16 Horas
:
34 Minutos
:
01 Segundos
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
26 dias
04 dez
Próximo evento em
68 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
75 dias

Hamilton sobre treinos: “Não foi um desastre, mas foi um dia difícil”

compartilhar
comentários
Hamilton sobre treinos: “Não foi um desastre, mas foi um dia difícil”
Por:
, Editor

Piloto da Mercedes quer sétima vitória no circuito inglês e afirmou que condições de vento atrapalharam desempenho nos treinos livres

Lewis Hamilton disse que as condições de vento em Silverstone contribuíram para um “dia difícil” nos treinos livres para o GP da Grã-Bretanha, que acontece neste domingo (02). Após assumir a liderança da competição ao vencer na Hungria há duas semanas, Hamilton chega ao circuito em busca de sua sétima vitória em Silverstone.

Entretanto, o inglês terminou o dia sendo o quinto mais rápido com a Mercedes após um TL2 truncado, que teve diversos pilotos perdendo suas voltas com pouco combustível devido a uma bandeira vermelha causada por Alexander Albon.

Leia também:

Hamilton já havia ficado atrás de Max Verstappen, da Red Bull, na primeira sessão e explicou no final do dia que encontrou dificuldade para ficar completamente confortável com o Mercedes W11.

“Foi um dia bastante difícil, para ser honesto”, disse Hamilton. “Esteve sempre ventando aqui, o que é na verdade uma coisa boa desse circuito, você tem alguns ventos em diferentes direções. Mas hoje ficou realmente complicado com o carro”.

“O equilíbrio não está tão bom quanto eu gosto, então vamos trabalhar nisso hoje à noite para ver se se conseguimos resolver”.

“Não foi um desastre, mas definitivamente foi um dia difícil de pilotagem”.

Hamilton abandonou sua segunda tentativa com os compostos macios no TL2 e terminou a sessão três décimos atrás de Lance Stroll, da Racing Point, que liderou.

“Voltamos e acho que os pneus não estavam tão bons quanto o primeiro”, explicou Hamilton. “Vamos trabalhar nisso. Temos ótimos engenheiros. Isso é a melhor coisa desse time, continuamos a nos aprofundar nos detalhes e esperamos fazer algumas boas mudanças da noite para o dia”, completou.

“Acho ótimo ver concorrentes próximos. Espero que amanhã também esteja perto de nós”.

Companheiro de equipe de Hamilton na Mercedes, Valtteri Bottas foi capaz de terminar em terceiro no TL2 em Silverstone e estava mais feliz com o progresso que fez entre as duas sessões de treinos livres.

“A primeira sessão particularmente foi um pouco mais complicada em termos de equilíbrio”, disse Bottas.

“Obviamente (ainda há) trabalho a se fazer, mas acredito que o segundo treino não tive uma sensação ruim. As diferenças são muito pequenas e, normalmente, somos capazes de dar bons passos para a classificação, portanto, não estamos muito preocupados porque o sentimento geral é muito bom.”

“A Racing Point e a Red Bull, eles parecem bem fortes também. Mas amanhã haverá condições completamente diferentes com muito menos temperatura da pista e o vento mudará de direção um pouco”, ponderou.

“Normalmente isso tem um grande efeito nesse circuito”.

Racing Point e Red Bull lideram, Hulkenberg vive saga para voltar à F1 e Drugovich é pole na F2

PODCAST: Bastidores do futuro do GP do Brasil e os ambientes de F1 favoritos de Reginaldo Leme

 

Pr1meiro Stint: Assista ao guia para o GP da Grã-Bretanha de F1

Artigo anterior

Pr1meiro Stint: Assista ao guia para o GP da Grã-Bretanha de F1

Próximo artigo

Leclerc: Ferrari sofre com ritmo corrida após mudança "radical"

Leclerc: Ferrari sofre com ritmo corrida após mudança "radical"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pilotos Lewis Hamilton
Autor Luke Smith