Horner foi aconselhado a pedir demissão da Red Bull após polêmica; Bild reporta envio inapropriado de fotos a integrante do time

'Denúncia' contra Christian teria surgido no fim da semana passada, embora minúcias do caso ainda não tenham sido divulgados; saiba mais no Motorsport.com

Christian Horner, Red Bull Racing

Christian Horner, Red Bull Racing

Erik Junius

Nesta segunda-feira, o mundo da Fórmula 1 foi tomado pela surpreendente notícia de que a Red Bull abriu uma investigação interna 'contra' seu chefe de equipe na categoria máxima do automobilismo, Christian Horner. Agora, o Motorsport-Total, 'publicação irmã' do Motorsport.com na Alemanha, reporta que existe a possibilidade de o britânico renunciar voluntariamente ao cargo, ainda que essa não seja a tendência no momento.

O editor recomenda:

Isso porque o inglês teria sido aconselhado a abrir mão de suas funções no time taurino após o caso vir à tona no noticiário da F1, mas o comandante teria recusado a 'proposta'. Ele reitera que é inocente, embora as 'acusações' contra Horner ainda não tenham vindo detalhadamente a público.

Em meio à polêmica, o outro 'chefão' da Red Bull na elite global do esporte a motor, Helmut Marko, foi contatado pela reportagem para falar sobre o caso, mas o consultor da marca de energéticos na categoria respondeu apenas o seguinte: “Não estou comentando nada sobre isso”.

A reportagem apurou que existe um dossiê com material incriminatório contra Christian circulando na sede da Red Bull em Fuschl, na Áustria. A controvérsia continua sendo investigada e futuras medidas serão discutidas na cúpula da marca, sob liderança do diretor esportivo Oliver Mintzlaff. Depois do contato do Motorsport-Total com Marko, o jornal Bild, da Alemanha, reportou que a denúncia veio após envio inapropriado de foto a uma funcionária por parte de Horner.

A notícia da investigação contra Christian por um 'comportamento inapropriado' surgiu no começo desta segunda, inicialmente através do jornal De Telegraaf, da Holanda. Ao periódico, um porta-voz da companhia austríaca confirmou que o caso está sofrendo um escrutínio interno.

"Depois que a empresa tomou conhecimento de certas alegações recentes, foi iniciada uma investigação independente. Esse processo, que já está em andamento, está sendo conduzido por um advogado especialista externo. A empresa leva essas questões extremamente a sério e a investigação será concluída o mais rápido possível. Não seria apropriado fazer mais comentários neste momento."

Também ao veículo jornalístico dos Países Baixos, Horner se defendeu de maneira enfática: “Nego completamente estas afirmações”. O britânico é o chefe de equipe da 'RBR' desde a estreia da escuderia na competição, em 2005.

A repercussão do 'caso Horner' é tamanha que, no lançamento do carro da Sauber para 2024, o assunto relativo ao chefe da Red Bull foi amplamente comentado, segundo a produtora de F1 da Band, Julianne Cerasoli. 

 

Além da afirmação de inocência ao Telegraaf, os representantes de Horner também defenderam Christian ao tabloide britânico Daily Mail, ao qual 'aliados' do britânico argumentaram que ele é vítima de uma 'conspiração' decorrente de uma briga política interna na Red Bull. 

As CONSEQUÊNCIAS do 'fico' de Norris: RED BULL vai atrás de QUEM agora que Lando ficará na McLaren?

Podcast #267 - Par ou ímpar: Renovados, quem você escolheria entre Norris e Leclerc?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Williams apresenta o FW46, seu carro de 2024, em Nova York; veja
Próximo artigo F1: FIA anuncia nova programação em fins de semana de corrida sprint

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil