Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Próximo evento em
10 dias
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
17 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
45 dias

Hulkenberg: nova asa traseira de carro da F1 dá a mesma sensação de "paraquedas"

compartilhar
comentários
Hulkenberg: nova asa traseira de carro da F1 dá a mesma sensação de "paraquedas"
Por:
23 de fev de 2019 17:10

Alemão também disse que arrasto extra significa que é mais difícil comparar o mais recente motor da Renault com especificações do ano passado

Para esta temporada, a FIA impôs uma asa traseira maior e com efeito do DRS ampliado como parte de um novo pacote de regras projetado para melhorar as corridas.

Essa mudança, de acordo com o piloto da Renault, Nico Hulkenberg, está tendo um impacto sobre como seu carro se comporta nas retas.

"Eu diria que sim", disse o alemão quando perguntado se o motor do RS19 parecia mais potente. “Mas por outro lado, você sabe, temos muito mais arrasto com uma grande asa traseira, então obviamente você tem menos dessa sensação.”

"É como puxar um paraquedas agora, você sabe, pela reta, e você vê apenas aquela enorme asa traseira nos espelhos, e obviamente isso tem um impacto na sensação de potência."

Leia também:

Hulkenberg, que marcou o melhor tempo da primeira semana de testes em Barcelona, ​​diz que, no geral, o RS19 não parece muito diferente do seu antecessor, apesar das mudanças na dianteira.

"Não parece algo completamente diferente, foi mais uma sensação de voltar para casa", disse ele.

"Para mim, de qualquer maneira, não mudou muito. Temos o mesmo volante, por exemplo, a posição do assento é muito semelhante, então talvez eu também não estivesse esperando uma grande diferença.”

"Obviamente, os regulamentos aerodinâmicos são difíceis de julgar e antecipar como isso afetaria o desempenho, mas por enquanto não é tão diferente.”

Hulkenberg disse que, ao contrário de alguns pilotos rivais, ele não aumentou seu peso nesta temporada para aproveitar o novo limite mínimo de 80kg.

Mas ele acredita que os pilotos mais leves têm menos vantagem agora em termos de margem para usar o lastro.

"Para ser honesto, toda a minha carreira eu estive em um número", explicou Hulkenberg. "Eu tenho como meu peso de luta, você sabe, meu lugar feliz, e isso é basicamente 78kg. Então dois quilos abaixo de 80.”

"É onde eu quero estar e onde preciso estar e mais ou menos onde posso estar, não muito menos.”

“Mas eu só vejo isso, os pilotos mais leves têm uma vantagem tirada deles, uma que eles costumavam ter, agora eles não têm mais, então deve ser um pouco mais justo. Mas eu não acho que isso seja realmente uma vantagem.”

Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19

Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
Racing Point não crê que novas asas serão ponto-chave de novo carro da F1

Artigo anterior

Racing Point não crê que novas asas serão ponto-chave de novo carro da F1

Próximo artigo

Toro Rosso: Albon está “superando expectativas” na F1

Toro Rosso: Albon está “superando expectativas” na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Nico Hulkenberg Compre Agora
Equipes Renault F1 Team
Autor Adam Cooper