Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
67 dias
06 mai
Próximo evento em
109 dias
20 mai
Próximo evento em
123 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
137 dias
10 jun
Próximo evento em
144 dias
24 jun
Próximo evento em
158 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
165 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
179 dias
29 jul
Próximo evento em
193 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
221 dias
02 set
Próximo evento em
228 dias
09 set
Próximo evento em
235 dias
23 set
Próximo evento em
249 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
256 dias
07 out
Próximo evento em
263 dias
21 out
Próximo evento em
277 dias
28 out
Próximo evento em
284 dias
05 nov
Próximo evento em
292 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
305 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
320 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
329 dias

Imprensa italiana não poupa críticas à Ferrari em Mugello: "Qualquer clima festivo foi apagado pelo catastrófico 2020"

compartilhar
comentários
Imprensa italiana não poupa críticas à Ferrari em Mugello: "Qualquer clima festivo foi apagado pelo catastrófico 2020"

A maioria dos veículos destaca a crise da equipe e afirmam que não há uma perspectiva positiva para o futuro

No último final de semana, a Ferrari atingiu a marca de 1000 GPs disputados na Fórmula 1, mas com pouco a celebrar pelo seu momento. A equipe atravessa uma grande crise com a falta de performance e o crescente jejum de títulos. E a imprensa italiana não aliviou nas críticas nem na prova em Mugello.

Como já é tradicional, a imprensa do país repercutiu a performance da Ferrari no GP e, novamente, o tom foi de críticas, em um momento em que Mattia Binotto, chefe da equipe, finalmente reconheceu a existência de uma crise, reverberando os comentários do CEO da Ferrari, Louis Camillieri, que disse que a equipe está em um "buraco".

Leia também:

Um dos jornais mais tradicionais do país, a Gazzetta dello Sport, foi categórica: não há clima para festas.

"Quando a Ferrari quer comemorar seu passado de glórias, a Mercedes domina a corrida na pista da Scuderia. Qualquer clima festivo para a corrida 1000 foi apagada imediatamente pela amargura deste catastrófico 2020".

Corriere dello Sport disse que é difícil ter uma boa perspectiva para o futuro da equipe.

"Mais uma vez, vergonha para a Ferrari, desta vez na pista de Mugello. A Scuderia está muito atrás no Mundial. Levará muito tempo para resolver essa situação. Não há perspectivas para o futuro no momento".

"O primeiro GP de Mugello será lembrado mais como uma catástrofe para a Ferrari", escreveu o La Repubblica. "A celebração do grande passado da equipe é ofuscada por um presente sem esperança".

Corriere della Sera chamou a crise da Ferrari de "sem precedentes" e destaca o trabalho de Leclerc.

"Enquanto as outras equipes cresceram, a Ferrari está afundando cada vez mais em uma crise sem precedentes. Leclerc tem que hastear a bandeira branca para os ataques da Renault, McLaren e Racing Point Um drama esportivo para um piloto altamente motivado".

"Uma corrida terrível em Mugello", escreveu o jornal Tuttosport. "A Ferrari se afunda cada vez mais na crise. A decepção e frustração dos Tifosi cresce, especialmente porque ainda não há saída".

RETA FINAL: Hamilton investigado, polêmica sobre relargada e má fase da Ferrari, com Rafael Suzuki

PODCAST: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente 'onde os fracos não têm vez'?

 

Rossi lamenta fim "ruim" entre Ferrari e Vettel e elogia alemão: "Vai mostrar suas qualidades com a Aston"

Artigo anterior

Rossi lamenta fim "ruim" entre Ferrari e Vettel e elogia alemão: "Vai mostrar suas qualidades com a Aston"

Próximo artigo

Pilotos da F1 defendem retorno da "fantástica" Mugello em 2021: "Foi uma das pistas mais desafiadoras de pilotar"

Pilotos da F1 defendem retorno da "fantástica" Mugello em 2021: "Foi uma das pistas mais desafiadoras de pilotar"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1