Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
59 dias
20 mai
Próximo evento em
73 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
87 dias
10 jun
Próximo evento em
94 dias
24 jun
Próximo evento em
108 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
115 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
129 dias
29 jul
Próximo evento em
143 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
171 dias
02 set
Próximo evento em
178 dias
09 set
Próximo evento em
185 dias
23 set
Próximo evento em
199 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
206 dias
07 out
Próximo evento em
213 dias
21 out
Próximo evento em
227 dias
28 out
Próximo evento em
234 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
270 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
279 dias

Início avassalador dá chance a Mercedes de quebra de recorde histórico

Time iguala Williams com três dobradinhas nas primeiras três corridas da temporada e pode bater recorde no Azerbaijão

compartilhar
comentários
Início avassalador dá chance a Mercedes de quebra de recorde histórico

A equipe Mercedes teve um início quase perfeito para a temporada de 2019. O time alemão iniciou a temporada deste ano com três dobradinhas e 130 pontos dos 132 disponíveis marcados – perdendo apenas as duas voltas mais rápidas no Bahrein e na China.

Com isso, a equipe alemã igualou o melhor início de uma equipe na história do mundial de Fórmula 1. Em 1992 a equipe Williams também iniciou avassaladora, conquistando três dobradinhas nos GPs da África do Sul, México e Brasil, com Nigel Mansell e Riccardo Patrese.

O resultado de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas em Xangai abre espaço para algo inédito na F1 a partir da próxima etapa. Jamais uma equipe fez quatro dobradinhas seguidas nas quatro primeiras provas do mundial de Fórmula 1 em toda a história.

Leia também:

Por isso, apesar de ter ficado atrás da Ferrari na pré-temporada e de ter quase perdido no Bahrein, após Charles Leclerc ser traído por uma falha de seu motor, o novo W10 pode figurar para sempre na história do mundial.

O GP da China também marcou a 199ª corrida seguida da F1 com um motor Mercedes pontuando. A última vez que um motor Mercedes não somou nenhum ponto foi no GP do Japão de 2008.

Pódio: vencedor Nigel Mansell, Williams, segundo Riccardo Patrese, Williams

Pódio: vencedor Nigel Mansell, Williams, segundo Riccardo Patrese, Williams

Photo by: LAT Images

Renault: Estratégia de uma parada deixou Ricciardo com "ritmo miserável"

Artigo anterior

Renault: Estratégia de uma parada deixou Ricciardo com "ritmo miserável"

Próximo artigo

Chefe da Alfa ficou preocupado com confiabilidade do carro de Raikkonen na China

Chefe da Alfa ficou preocupado com confiabilidade do carro de Raikkonen na China
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Gabriel Lima