Magnussen se diz interessado em mudança para Indy em 2021

compartilhar
comentários
Magnussen se diz interessado em mudança para Indy em 2021
Por:

Dinamarquês que não estará na Haas em 2021 rejeita ano sabático e se diz aberto à oportunidades

Kevin Magnussen está interessado em uma possível mudança para a Indy em 2021, após a notícia de que Haas não irá mantê-lo além de seu companheiro, Romain Grosjean no próximo ano.

Magnussen ingressou na Haas em 2017 como substituto de Esteban Gutierrez, mas a notícia de que ele e Grosjean não ficarão com a equipe em 2021 foi anunciada individualmente pelos pilotos nas redes sociais nesta quinta-feira, antes de um comunicado oficial da equipe.

Leia também:

Isso deixa Magnussen livre para negociar com outras equipes, mas, com poucos assentos restantes na F1, o piloto dinamarquês parece pronto para ir para outro lugar.

Magnussen disse que estava interessado em fazer uma mudança para a Indy, e seu pai Jan competiu na CART em 1996 e 1999, mas admitiu que seria difícil encontrar um "bom negócio" para um carro nos Estados Unidos.

"A IndyCar sempre foi algo que sempre me interessou", disse Magnussen. “Meu pai foi piloto da Indy nos anos 1990. E eu estive em corridas da Indy com ele quando era criança e sempre achei que era super legal e adoraria experimentar isso algum dia.”

“Mas, no momento, acho que mesmo fora da F1, todo o mundo do automobilismo é atingido por esses tempos que temos este ano. E não parece fácil conseguir bons negócios lá.”

"Então veremos. Não estou dizendo não para isso, e não estou dizendo que é impossível, mas parece um pouco difícil."

Magnussen homenageou a equipe Haas, que o contratou após sua saída da Renault, no final de 2016, e afirma que sua passagem pela equipe americana o tornou um "piloto melhor".

Em seu tempo com a equipe, Magnussen somou 96 pontos, sendo 56 deles em 2018 garantindo a melhor marca pessoal, a nona colocação no campeonato de pilotos.

"Já se passaram quatro anos para mim, quatro ótimos anos com Haas", acrescentou. "Gostei. Foi uma grande experiência estar com uma equipe tão jovem nessa jornada e sinto que aprendi muito e tive uma experiência muito valiosa.”

"E agora sou um piloto melhor por causa disso. Agora veremos o que o futuro reserva.”

"Eu diria que estou muito aberto no momento para qualquer coisa. Tenho apenas 28 anos e ainda sinto que tenho mais a dar na F1, mas veremos. Não há muitos lugares.”

“E também sinto muita falta de vencer, sinto falta da sensação de ganhar corridas, e isso é algo em que comecei a pensar muito recentemente, o quanto sinto falta disso.”

"Veremos onde está essa oportunidade e o que surge no meu caminho."

“Eu estive pensando sobre as opções por um tempo. Então não mudou muito, eu diria, uma vez que Gunther [Steiner] me disse que eles iriam procurar outros pilotos.”

"Eu teria considerado isso muito seriamente se tivesse recebido algo de Haas, mas estou procurando outro lugar há algum tempo."

Magnussen ressaltou que não tem vontade de tirar um ano sabático para tentar voltar à F1 em 2022 e prefere se manter ocupado em outra categoria.

"Tive um ano sabático em 2015", disse ele. "E isso não foi muito agradável. E acho que tive muita sorte de ter a chance de voltar depois disso. Então, não acho que um ano sabático seja preferido de forma alguma.”

"Eu quero correr, sou um piloto. E como eu disse, eu realmente sinto falta de correr para ganhar. E eu não poderia me ver afastado por um ano inteiro neste momento. Estou mantendo minhas opções em aberto, estou falando com todos os tipos de equipes e pessoas diferentes.”

"Quem sabe o que pode acontecer na F1? Aprendi ao longo dos anos que você nunca deve dizer nunca e deve sempre manter as portas abertas."

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

CEO da F1 cita outros esportes e diz que categoria não pode usar “camisa de força” contra mudanças

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

 

F1: Pilotos poderão obter superlicença com menos pontos por "motivos de força maior"

Artigo anterior

F1: Pilotos poderão obter superlicença com menos pontos por "motivos de força maior"

Próximo artigo

DIRETO DO PADDOCK: Saída de Magnussen e Grosjean da Haas, o ‘fico’ de Russell e ida de Hulk a Portugal

DIRETO DO PADDOCK: Saída de Magnussen e Grosjean da Haas, o ‘fico’ de Russell e ida de Hulk a Portugal
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1 , IndyCar
Pilotos Kevin Magnussen
Equipes Haas F1 Team
Autor Adam Cooper