Mais de R$5mi para Verstappen e 'apenas' 60 mil para novatos: veja valores da superlicença da F1 2023

Pilotos precisam desembolsar grandes valores para a FIA pela renovação do documento, obrigatório para disputar a F1

Max Verstappen, Red Bull Racing

Já dissemos anteriormente que as equipes da Fórmula 1 pagam uma determinada cota de participação à FIA para poder competir na temporada 2023. Mas esses valores não recaem apenas sobre as equipes, com os pilotos também precisando pagar para validarem suas superlicenças.

Esse documento é necessário para que um piloto possa competir no grid, tendo o direito de correr na categoria máxima do automobilismo mundial.

Leia também:

Segundo publicado pelo portal RacingNews365, o valor mínimo de uma superlicença da Fórmula 1 para 2023 foi fixado em 10.400 euros, ou R$59.050. Além disso, os pilotos do grid precisam pagar 2.100 euros (ou R$11.923) para cada ponto obtido no campeonato de 2022. Com isso, quanto maior for o seu sucesso, mais dinheiro deverá desembolsar para a FIA.

Assim, o campeão Max Verstappen, que conquistou 454 pontos na temporada passada, a maior quantidade já obtida por um piloto em uma mesma temporada, precisará pagar a impressionante cifra de 963.800 euros (ou R$5.472.349) pela sua superlicença.

São valores bem mais altos que os do vice-campeão, Charles Leclerc (657.200 euros ou R$3.731.509) ou do terceiro colocado, Sergio Pérez (650.900 euros ou R$3.695.738).

Nico Hulkenberg, Oscar Piastri e Logan Sargeant são os três pilotos que pagarão apenas a taxa básica de 10.400 euros, já que não disputaram ou não pontuaram na temporada 2022 (caso de Hulkenberg). Já Nyck de Vries terá que desembolsar 14.600 euros ou R$82.897, por ter conquistado dois pontos no GP da Itália, que disputou no lugar de Alex Albon.

No total, os pilotos precisarão pagar um total de 4.957.800 euros (R$28.149.840) para a Federação Internacional de Automobilismo).

Taxa da superlicença para 2023:

Piloto Pontos conquistados em 2022 Taxa da Superlicença (Euro / Real)
Max Verstappen 454 963.800 euros / R$5.472.349
Charles Leclerc 308 657.200 / 3.731.509
Sergio Pérez 305 650.900 / 3.695.738
George Russell 275 587.900 / 3.338.031
Carlos Sainz 246 527.000 / 2.992.247
Lewis Hamilton 240 514.400 / 2.920.706
Lando Norris 122 266.600 / 1.513.725
Esteban Ocon 92 203.600 / 1.156.018
Fernando Alonso 81 180.500 / 1.024.859
Valtteri Bottas 49 113.300 / 643.304
Kevin Magnussen 25 62.900 / 357.139
Pierre Gasly 23 58.700 / 333.292
Lance Stroll 18 48.200 / 273.674
Yuki Tsunoda 12 35.600 / 202.132
Zhou Guanyu 6 23.000 / 130.591
Alex Albon 4 18.800 / 106.744
Nyck de Vries 2 14.600 / 82.897
Nico Hulkenberg 0 10.400 / 59.050
Oscar Piastri 0 10.400 / 59.050
Logan Sargeant 0 10.400 / 59.050

VÍDEO: Ricciardo será sombra para Pérez na Red Bull?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: 'era Verstappen' tem prazo de validade na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Red Bull, AlphaTauri, Williams e mais: as opções da Honda para o retorno à F1 em 2026
Próximo artigo F1: Arábia Saudita será palco da abertura da temporada 2024

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil