McLaren descarta sugestões de adiantar troca de pilotos: "Quero continuar essa boa relação que temos agora"

compartilhar
comentários
McLaren descarta sugestões de adiantar troca de pilotos: "Quero continuar essa boa relação que temos agora"
Por:

Zak Brown, CEO da montadora, ainda destacou que uma troca dessa beneficiaria as rivais que enfrentam problemas no momento

A McLaren afirmou que não tem interesse algum em adiantar a troca de pilotos entre as equipes de Fórmula 1 que estão programadas para 2021, por acreditar que sua dupla atual está em um ótimo momento, podendo se aproveitar do momento instável das demais.

A equipe britânica esteve no centro de um efeito dominó no primeiro semestre, iniciado pela saída de Sebastian Vettel da Ferrari no final do ano. A Scuderia rapidamente anunciou Carlos Sainz, deixando a McLaren para contratar Daniel Ricciardo, enquanto o tetracampeão anunciou recentemente sua ida à Aston Martin.

Leia também:

Com os acordos de 2021 finalizados, já surgiram sugestões de que faria sentido para todas essas equipes colocar os contratos em ação mais cedo, para que os pilotos possam começar mais cedo a adaptação às novas casas.

Porém, o CEO da McLaren, Zak Brown, descartou qualquer possibilidade do tipo para a McLaren, porque ele acredita que o relacionamento sólido que a equipe tem com Sainz, em comparação com as rivais, pode levar a uma vantagem.

"Estamos felizes com nossa dupla deste ano", disse. "Estamos felizes com as duplas das demais também. Temos dois pilotos que estão fazendo um excelente trabalho e algumas equipes têm problemas em suas garagens".

"Então eu quero continuar essa relação harmoniosa que temos agora. E acho que, se estivéssemos considerando mudanças, seria algo que beneficiaria as outras equipes e desestabilizaria a nossa garagem".

No momento, a McLaren está em terceiro no Mundial de Construtores, atrás da Mercedes e da Red Bull, e tem boas chances de garantir o título de "melhor do resto". Mas enquanto a equipe ainda tem oportunidades para 2020, a McLaren pensa que suas melhores chances estão a longo prazo.

"No final, nosso objetivo é buscar o primeiro lugar, alcançar a Mercedes. Agora nós temos um pouco de encorajamento já que estamos correndo contra a Ferrari, porque era algo que não fazíamos a um bom tempo".

"Estou animado que a diferença está caindo e acho que em 2022, com o novo regulamento, temos uma boa oportunidade. Com isso dito, a Renault também está forte e a Racing Point está rápida e assinou com um tetracampeão".

"Então eu acho que, enquanto queremos alcançar as equipes que estão na frente, precisamos prestar atenção e reconhecer que as equipes quatro, cinco, seis, e mesmo a sétima também devem ser sérias candidatas quando o teto entrar".

"Todos terão um reinício limpo, o que eu acho que dará o pontapé a uma era incrível da F1".

VÍDEO: Entenda como quebras da Honda deixam Verstappen tenso na Red Bull

PODCAST: Motorsport.com debate a crise sem fim da Ferrari na temporada 2020 da F1

 

F1: Diretor de prova afirma que uso da brita como em Mugello não funciona em todos os circuitos

Artigo anterior

F1: Diretor de prova afirma que uso da brita como em Mugello não funciona em todos os circuitos

Próximo artigo

Pandemia, patrocínio e esgotamento: Claire explica motivos que levaram a "game over" da Williams na F1

Pandemia, patrocínio e esgotamento: Claire explica motivos que levaram a "game over" da Williams na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren
Autor Jonathan Noble