Fórmula 1
25 set
Corrida em
12 Horas
:
10 Minutos
:
01 Segundos
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
26 dias
04 dez
Próximo evento em
68 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
75 dias

Mercedes acredita em recuperação da Red Bull na Hungria

compartilhar
comentários
Mercedes acredita em recuperação da Red Bull na Hungria
Por:
, Editor

Toto Wolff está “100% convencido” de que rival pode ter vantagem nas curvas de média e baixa velocidades em Hungaroring

Após o GP da Estíria no último domingo (12), a Mercedes agora está preparada para um desafio mais feroz por parte da Red Bull na Hungria. O chefe da equipe alemã, Toto Wolff, inclusive, acredita que o circuito menos veloz ajudará as qualidades da equipe austríaca. A Mercedes conquistou uma liderança sólida no Mundial entre os construtores ao vencer as duas primeiras corridas da temporada de 2020, ambas disputadas na Áustria.

Lewis Hamilton venceu com sobras no GP da Estíria, mantendo Max Verstappen à distância com facilidade ao longo do primeiro stint. Seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, foi capaz de alcançar e ultrapassar o piloto da Red Bull nos estágios finais da prova após largar em quarto, provando a vantagem do ritmo da Mercedes.

Leia também:

A Mercedes, no entanto, espera uma revanche no GP da Hungria neste fim de semana, depois de descobrir que perdeu tempo para a Red Bull em muitas das curvas de baixa velocidade na Áustria.

“Eu acho que onde perdemos para a Red Bull foi nas (curvas) de baixa velocidade, em particular nas curvas 3 e 4, parecem ser nossas vulnerabilidades”, explicou Wolff, chefe da Mercedes.

“Em todo o restante, nas retas e nas curvas de alta velocidade, fomos mais rápidos. Apenas precisamos continuar a desenvolver e entender o carro”.

“Budapeste é um jogo totalmente diferente. Muito downforce, muitas curvas de baixa e média velocidade. Vamos ver como funciona lá.”

Wolff também mostrou receio que a previsão de temperaturas mais altas em Budapeste jogasse contra a Mercedes, sendo uma das fraquezas da equipe nos últimos anos.

“Estou 100% convencido de que (a Red Bull) virá muito forte na Hungria”, disse Wolff. “É um traçado que, historicamente, eles mostraram boas performances. Nós melhoramos lá também nos últimos anos, mas sempre foram finais de semana difíceis”.

“Temperaturas altas ainda talvez sejam uma espécie de tendão de Aquiles para nós e, pelo que vi nas previsões do tempo, pode estar até 30 graus no domingo”.

“Precisamos nos preparar bem, colocar todo o foco em Budapeste e então fazer o melhor a partir disso”.

A Red Bull conquistou a pole position com Verstappen no ano passado na Hungria e dominou a prova, até que uma ultrapassagem de Hamilton no final levou a Mercedes à vitória.

Hamilton chegará à Hungria em busca de sua oitava vitória em Hungaroring, o que o faria empatar com o recorde de mais vitórias em uma única pista, que pertence a Michael Schumacher - o alemão venceu no Circuito de Nevers Magny-Cours em oito oportunidades.

Entretanto, o piloto inglês também espera que a Red Bull seja uma ameaça maior do que foi na Áustria.

“É um circuito em que normalmente a Red Bull vai bem, acho que eles lideraram a corrida lá no ano passado, então não será fácil”, disse Hamilton.

“Eles foram os mais rápidos (na Áustria) na sexta-feira no final de semana, os vencemos hoje e conseguimos um desempenho melhor, mas eu acho que vamos para essa pista e é mais um circuito de velocidade média e baixa”.

“Deve ser bom para eles, por isso será uma batalha mais próxima. Na curva 3, as Red Bulls continuaram nos matando aqui. Eles eram mais fortes do que nós por lá e acho que na curva 4. Existem áreas em que podemos melhorar”.

“Eles são um time fantástico e fazem um trabalho muito bom. Eu não sei se eles são mais fracos do que nós atualmente, seja em questões de motor ou de força descendente, mas os vejo como nossos principais rivais ao longo deste ano”.

TELEMETRIA: O que muda na F1 no GP da Hungria e os rumores de Vettel na Racing Point

PODCAST: Guerra de bastidores na F1 e entrevista com Igor Fraga

 

Verstappen cobra melhorias no motor Honda: "Somos claramente muito lentos nas retas"

Artigo anterior

Verstappen cobra melhorias no motor Honda: "Somos claramente muito lentos nas retas"

Próximo artigo

Ida de Vettel para Racing Point pode ser ponte para Mercedes em 2022; entenda

Ida de Vettel para Racing Point pode ser ponte para Mercedes em 2022; entenda
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Mercedes
Autor Luke Smith