Mercedes promete reação rápida após derrota na Austrália

compartilhar
comentários
Mercedes promete reação rápida após derrota na Austrália
Por:

Toto Wolff diz que equipe “não medirá esforços” para voltar ao topo e admite que já sabia que dificuldades apareceriam cedo ou tarde

Lewis Hamilton, Mercedes AMG, 2nd Position, celebrates in Parc Ferme
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, 2nd Position, arrives in Parc Ferme
Podium: winner Sebastian Vettel, Ferrari, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Podium: winner Sebastian Vettel, Ferrari, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, third place Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, leads Sebastian Vettel, Ferrari SF70H

A equipe Mercedes prometeu uma reação rápida à derrota que sofreu no GP da Austrália de 2017 e iniciou uma análise detalhada para entender como que ela acabou vencida pela Ferrari.

Lewis Hamilton foi derrotado por Sebastian Vettel em Melbourne depois de apresentar um maior desgaste de pneus na fase inicial da prova, o que o fez fazer um pitstop primeiro e dar a chance de ser superado quando a Ferrari fizesse sua parada.

Hamilton já declarou que a Mercedes precisa se concentrar em melhorar o seu uso dos pneus, e Toto Wolff, chefe da equipe alemã, afirmou que o time voltará ainda mais forte devido às lições aprendidas.

“É algo que constrói a nossa personalidade. Acho que perdemos algumas e vencemos outras. Tivemos muita sorte de, nos últimos três anos, ter vencido a maioria das corridas. Agora é questão de aceitar que a Ferrari nos venceu”, comentou Wolff.

“Vamos voltar mais fortes. Não tivemos uma pré-temporada ótima e não tivemos um ótimo domingo [na Austrália], mas não vamos medir esforços para vencer mais.”

Depois de três anos de domínio, Wolff afirmou que a sensação não é especialmente ruim com a derrota na batalha direta com a Ferrari, já que a equipe sempre sentiu a pressão dos rivais nas últimas temporadas.

“Mesmo que tivéssemos vencido todas as corridas e parecesse fácil, claramente não era. Sempre tivemos o pé no chão e ver os pontos negativos em tudo que fazíamos. Sempre consideramos a Red Bull ou Ferrari como nossos reais concorrentes, e eles de fato eram. Então, a abordagem [agora] é absolutamente a mesma.”

Wolff acresentou: “Eu prefiro muito mais vencer do que perder, mas isso faz parte da F1. Tivemos uma trajetória excepcional nos últimos três anos. Não dá para esperar que isso continue para sempre. Era claro que essa hora iria chegar, quando precisamos perder com humildade e aceitar que alguém fez um trabalho melhor. E foi isso que aconteceu. Eles fizeram um ótimo trabalho e Sebastian venceu a corrida com méritos.”

Vettel volta a celebrar, Massa pontua: domingo em imagens

Artigo anterior

Vettel volta a celebrar, Massa pontua: domingo em imagens

Próximo artigo

Whiting: Halo está nos rumos para ser adotado em 2018

Whiting: Halo está nos rumos para ser adotado em 2018
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Autor Jonathan Noble