F1: Mesmo com abandono na Espanha, Leclerc vê pontos positivos da Ferrari

Monegasco fala que carro da equipe progrediu de maneira importante e diz que saiu de Barcelona se sentiu melhor e mais confiante do que em Ímola e Miami

F1: Mesmo com abandono na Espanha, Leclerc vê pontos positivos da Ferrari
Carregar reprodutor de áudio

Charles Leclerc vinha dominando do GP da Espanha de Fórmula 1 ao largar na pole e liderar as 26 voltas iniciais, mas viu seu motor falhar, o que obrigou o monegasco a abandonar pela primeira vez em 2022. O piloto da Ferrari não perdeu apenas a vitória encaminhada, mas também a liderança do campeonato. Dos boxes, viu Max Verstappen somar mais 25 pontos com o quarto triunfo no ano.

Apesar de cair para o segundo lugar na tabela de pontuação, Leclerc disse que saiu de Barcelona se sentindo melhor do que em Ímola e Miami. No Autódromo Enzo e Dino Ferrari, o monegasco acertou o muro enquanto perseguia Sergio Perez na disputa da segunda colocação.

Leia também:

Um erro que lhe custou pontos preciosos, pois precisou de um pit extra e, por consequência, terminou em sexto. Já no GP de Miami, ele perdeu a liderança para Verstappen e finalizou a prova em segundo.

Embora tenha pago um preço alto em Barcelona, Leclerc disse que a Ferrari progrediu e também passou a gastar menos pneu durante a corrida, o que lhe trouxe um panorama mais otimista na briga pelo título.

“Me sinto melhor nesse final de semana do que me senti nas últimas duas corridas. Claro, os problemas que tivemos no carro me deixaram desapontados, mas, por outro lado, tivemos uma série de sinais positivos”, declarou.

Charles Leclerc, Ferrari F1-75, Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Charles Leclerc, Ferrari F1-75, Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

“Tivemos um bom ritmo de classificação durante todo o final de semana, o novo pacote de melhorias funcionou como esperando, que é algo que nem sempre pode acontecer, e tudo ocorreu como deveria nesse aspecto. Nosso ritmo de corrida e desgaste de pneus, parte em que estávamos sofrendo se compararmos à Red Bull, estão fortes. Nessas situações, eu acho que é bom olhar o lado positivo e existe um monte deles hoje”, completou o monegasco.

Apesar das vozes de desapontamento no rádio com a equipe durante a corrida, Leclerc logo tratou de consolar os mecânicos na garagem, dizendo que “não tenho razão para estar bravo” com ninguém.

“Sempre é desapontador, obviamente, ainda mais quando você está brigando pelo campeonato e sabe que todo ponto importa”, disse. “Eu estou certo de que todo mundo está trabalhando muito para entender tudo e consertar os problemas o mais rápido possível”, prosseguiu.

“Todo mundo está desapontado com o ocorrido e não tenho razões para estar bravo com ninguém, então eu só queria animar os mecânicos, que estavam bem para baixo”, finalizou. Às vésperas do GP de Mônaco, Leclerc vai para a corrida em sua terra natal seis pontos atrás de Verstappen e uma vitória diante de “seus vizinhos” renderá a liderança do campeonato para ele.

Após polêmica, Sergio Mauricio comenta 'treta' no Twitter, explica "mimimi" e manda recado a haters

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #179: O que Hamilton e Russell podem conseguir com melhora da Mercedes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Em meio à polêmica com Red Bull, entenda como e por que Aston Martin decidiu fazer dois carros para 2022
Artigo anterior

F1: Em meio à polêmica com Red Bull, entenda como e por que Aston Martin decidiu fazer dois carros para 2022

Próximo artigo

F1 - Hamilton: pedido para abandonar na Espanha não foi “derrotista”

F1 - Hamilton: pedido para abandonar na Espanha não foi “derrotista”