F1 - Montoya questiona Hamilton: “Foi graças a ele ou ao carro?”

Colombiano criticou proposta recentemente feita pelo heptacampeão

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG no desfile dos pilotos

Zak Mauger / Motorsport Images

Piloto britânico da Mercedes, Lewis Hamilton disse recentemente que deveria haver um limite relativo a quando os times podem começar a desenvolver seus carros para o próximo ano, a fim de evitar o domínio como o que estamos vendo com a Red Bull nas últimas temporadas da Fórmula 1.

Entretanto, a sugestão do heptacampeão mundial não foi bem recebida por todos, sendo o colombiano Juan Pablo Montoya, ex-Williams e McLaren na F1, um dos críticos à proposta do veterano inglês.

O editor recomenda:

Para Hamilton, não seria uma má ideia dizer que as equipes só podem começar a trabalhar em seus carros para o ano seguinte a partir de 1º de agosto, porque assim ninguém estaria em tanta vantagem.

Nem aquelas que estão dominando, como a Red Bull no momento, nem aquelas que podem desistir prematuramente do ano corrente para focar no seguinte. Muitos lembraram, porém, que Hamilton se beneficiou da 'mudança de foco prematura' nos anos vencedores da Mercedes, de 2014 a 2020.

Juan Pablo Montoya, McLaren Mercedes MP4/19b

Juan Pablo Montoya, McLaren Mercedes MP4/19b

Photo by: Sutton Images

Montoya, então, ponderou o motivo pelo qual Hamilton não fez tal sugestão na época em que era dominante na categoria. "É engraçado porque Lewis continua dizendo que é injusto. Ele já acha que Max [Verstappen, holandês da Red Bull que é o atual bicampeão consecutivo e rumo para seu terceiro título em sequência] vencerá no próximo ano, mas se você olhar para trás, para o período de domínio da Mercedes, foi por causa dele (Hamilton) ou por causa do carro?", disse ao MyBettingSites.

O colombiano também pontuou que, embora a Red Bull tenha sido realmente imbatível até agora neste ano, com 10 vitórias em 10, a ordem de forças atrás dos taurinos está mudando constantemente, dependendo da pista e das condições.

"É muito emocionante, você vai para um fim de semana e não sabe quem vai lutar. Antes, era fácil prever. Havia a Mercedes, depois a Red Bull e a Ferrari, e depois o resto. Agora é só a Red Bull e os outros. Do terceiro ao 12º lugar, você não tem ideia do que vai acontecer. Até mesmo a Williams se classifica entre os dez primeiros. Portanto, as regras foram boas para o esporte. O grid está mais disputado. O limite orçamentário realmente funcionou", afirmou Montoya.

"A Red Bull realmente deu um grande passo à frente com seu carro, eles sabem o que estão fazendo e acertaram mais do que qualquer outro. Mas os outros estão na mesma 'bolha', o que é bom para as corridas. As pessoas têm algo sobre o que falar", completou Montoya, que venceu sete GPs na F1.

Ricciardo de volta à F1 e de Vries demitido! Red Bull injusta? O que será de Pérez?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate impacto do 'ressurgimento' da McLaren na F1 2023

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Ferrari nega rumores sobre Norris, mas renovação com Leclerc e Sainz não é prioridade
Próximo artigo VÍDEO: Roda solta atinge fãs em Goodwood; Bruno Senna pilota McLaren do tri de Ayrton

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil