Nasr: "o que aconteceu em Mônaco ficou em Mônaco"

Piloto brasileiro diz que ele e parceiro de Sauber, Marcus Ericsson, colocaram um ponto final no polêmico acidente entre ambos

Nasr: "o que aconteceu em Mônaco ficou em Mônaco"
Felipe Nasr, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber F1 Team
Felipe Nasr, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber C35 leads team mate Marcus Ericsson, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber C35 and team mate Felipe Nasr, Sauber C35 battle for position
Carregar reprodutor de áudio

Felipe Nasr disse que ele e seu companheiro de Sauber, Marcus Ericsson, já deixaram para trás o polêmico acidente do GP de Mônaco. Na prova, eles colidiram na volta 48, quando Ericsson tentou ultrapassar Nasr por dentro na curva Rascasse. Como consequência, ambos abandonaram a prova e o sueco ainda foi punido com a perda de três posições no grid de largada do GP do Canadá. A chefe da equipe, Monisha Kaltenborn, qualificou o acidente como “inaceitável”.

"Deixamos Mônaco para trás. O que tinha de ser dito foi dito. Estamos aqui para um novo final de semana de corridas”, disse Nasr nesta quinta-feira em Montreal.

"Sentamos com a equipe e tudo foi esclarecido. Não esperava aquela situação, mas o que aconteceu em Mônaco ficou em Mônaco. Deixamos aquilo para trás e seguimos em frente”, emendou o brasileiro antes de ser perguntado se ainda pode confiar em Ericsson após a batida.

"Sim, eu confio. Nunca tive nada contra o Marcus. Na nossa atual situação, estaremos sempre perto um do outro na pista. Enfim, foi apenas algo que aconteceu em Mônaco”.

Ericsson foi na mesma linha: "Conversamos, discutimos e resolvemos as coisas. Tivemos opiniões diferentes, mas agora já está tudo resolvido e acertado. Estou ansioso pela prova de Montreal”.

Nasr admitiu que foi doloroso para a equipe ver seus dois carros fora da prova por causa da colisão, especialmente na situação complicada que a Sauber atravessa.

"Estamos lutando com as finanças e as pessoas colocam muitos esforços para conseguir construir o carro. Ninguém gosta de ver os dois carros fora da prova. Isso é fato”. 

compartilhar
comentários
Räikkönen desconversa sobre renovação: "não sei de nada"
Artigo anterior

Räikkönen desconversa sobre renovação: "não sei de nada"

Próximo artigo

Heineken confirma parceria de longo prazo com Fórmula 1

Heineken confirma parceria de longo prazo com Fórmula 1
Carregar comentários