Norris sente que novos carros da F1 estão mais pesados com novo regulamento

Monopostos saltaram de 752 para 795 quilos de 2021 para 2022, principalmente pelas rodas de 18 polegadas

Norris sente que novos carros da F1 estão mais pesados com novo regulamento
Carregar reprodutor de áudio

O aumento do peso dos carros da Fórmula 1 para 2022 fez com que eles pareçam "mais lentos", de acordo com Lando Norris. Essa foi uma das mudanças sentidas na pré-temporada em Barcelona, 'destronando' o efeito solo como a maior diferença notada com o novo regulamento.

Como resultado das estruturas de segurança reforçadas e das rodas de 18 polegadas, o peso do carro saltou de 752 kg no ano passado para 795 kg nesta temporada.

Leia também:

Para Norris, que liderou os tempos no primeiro dia de treinos pela McLaren, o peso extra o fez sentir que os carros não são tão ágeis quanto a geração anterior.

"Fez uma enorme diferença apenas para a direção, como o carro reage", disse ele. "É muito mais pesado do que na temporada passada. Então, parece um pouco mais lento."

"É como correr com o combustível de corrida da temporada passada antes de uma volta de qualificação. Você sente isso na frenagem e em certas áreas. O desempenho não é exatamente o mesmo."

"Mesmo assim, não deve demorar muito [para ajustar] e acho que, no final do dia, estaremos um pouco mais acostumados e quase normal novamente."

O piloto da Haas, Mick Schumacher, endossou os pensamentos de Norris e disse que a sensação desse peso extra era mais perceptível para ele quando comparado à geração anterior.

"Acho que é o principal", disse ele quando questionado pelo Motorsport.com sobre onde os novos carros pareciam diferentes.

"Obviamente, isso desempenha um papel em quase todos os cantos. Principalmente em curvas de baixa velocidade. No geral, porém, eu gosto de pilotá-los.."

Mick Schumacher, Haas VF-22

Mick Schumacher, Haas VF-22

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

No entanto, apesar de notar a diferença, Schumacher deixou claro que a sensação geral dos carros de 2022 não estava muito distante das máquinas de 2021.

"Eu não falaria que isso mudou da noite para o dia", explicou ele. “Ainda andamos em círculos e rápido. Acho que no geral sem entrar muito em detalhes, só temos que nos readaptar. Teremos que analisar e abordar as coisas de maneira diferente."

"Haverá preocupações diferentes em relação ao ano passado e é apenas uma questão de ser um dos pilotos mais rápidos para analisá-las e entendê-las, para que assim você tenha as ferramentas necessárias para completar corrida da maneira certa."

Mercedes e Red Bull DISCORDAM sobre Ferrari, que tem ESTRATÉGIA diferente de rivais nos TESTES da F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #164 - Certezas e dúvidas após pré-temporada da F1 na Espanha

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Como a falta de DRS e tanque cheio 'esconderam' o progresso da Alpine na pré-temporada
Artigo anterior

F1: Como a falta de DRS e tanque cheio 'esconderam' o progresso da Alpine na pré-temporada

Próximo artigo

VÍDEO: Gasly mostra como um piloto controla acelerador e freio nos carros da F1 2022

VÍDEO: Gasly mostra como um piloto controla acelerador e freio nos carros da F1 2022