Para Vettel, aposentadoria da F1 está "ficando cada vez mais real"

Com três provas restantes, alemão afirma que está animado para o que o futuro lhe reserva

Sebastian Vettel, Aston Martin Racing

A apenas três corridas do fim da temporada 2022, Sebastian Vettel diz que sua aposentadoria da Fórmula 1 está "ficando cada vez mais real" com o passar das provas.

No meio do ano, Vettel anunciou o fim de sua carreira de 15 anos na F1, que acumula quatro títulos mundiais, com seu contrato atual com a Aston Martin concluindo em 2022. E para o alemão, a realidade de deixar a categoria está gradualmente sendo assimilada na contagem regressiva das corridas restantes, até Abu Dhabi.

Leia também:

O alemão estava visivelmente emocionado ao dizer adeus para sua pista favorita do calendário, Suzuka. E, no último fim de semana, em Austin, ele admitiu que sentirá falta da adrenalina de lutar roda a roda, como fez com Kevin Magnussen na última volta.

"Está ficando cada vez mais real", disse Vettel antes do GP dos EUA. "Em Suzuka, fiquei um pouco triste após a classificação e o domingo foi de altos e baixos, com emoções mistas porque a corrida foi muito diferente. É um lugar especial e eu vou sentir falta daqui".

"Eu não sei como será em Abu Dhabi. Obviamente, de um ponto de vista dos resultados, não acho que vou esperar milagres de repente, mas também tendo a olhar para o futuro".

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22

Photo by: Erik Junius

"Eu estou animado pelo que está por vir. Não é como se eu odiasse a Fórmula 1 agora e estou feliz de sair, mas obviamente eu tomei a decisão e mal posso esperar pelo futuro".

E enquanto o GP dos EUA pode não estar no mesmo patamar do Japão na lista de favoritos de Vettel, ele tem um lugar especial no coração de Vettel, por ter sido o palco de sua estreia na F1, em Indianápolis em 2007, ficando em oitavo com a BMW-Sauber.

"Sim, absolutamente. Acho que, no fim, é um ótimo lugar. Obviamente minha primeira corrida foi em Indianápolis, então tem um lugar especial", diz o piloto, que terminou em oitavo em Austin, subindo para a sétima posição após a punição a Fernando Alonso.

"Eu tenho até hoje a moeda de um centavo que eu encontrei naquela manhã de domingo em Indianápolis. É um lugar especial para mim".

VÍDEO: Dê uma volta no circuito do Autódromo Hermanos Rodríguez

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast Motorsport.com debate: quem poderá parar a Red Bull e Verstappen na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Hamilton não aceitaria título de 2021 em eventual punição à Red Bull pelo teto de gastos: "O dano já está feito"
Próximo artigo TELEMETRIA: Rico Penteado explica os macetes do GP do México

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil