Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
60 dias
20 mai
Próximo evento em
74 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
88 dias
10 jun
Próximo evento em
95 dias
24 jun
Próximo evento em
109 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
116 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
130 dias
29 jul
Próximo evento em
144 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
172 dias
02 set
Próximo evento em
179 dias
09 set
Próximo evento em
186 dias
23 set
Próximo evento em
200 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
207 dias
07 out
Próximo evento em
214 dias
21 out
Próximo evento em
228 dias
28 out
Próximo evento em
235 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
271 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
280 dias

Pérez: "Eu era a segunda opção caso Hamilton não fosse para a Mercedes"

Ótima temporada em 2012 colocou o mexicano no radar das grandes equipes para o ano seguinte

compartilhar
comentários
Pérez: "Eu era a segunda opção caso Hamilton não fosse para a Mercedes"

Sergio Pérez revelou que teve conversas com a Mercedes para ingressar na equipe em 2013, caso Lewis Hamilton não assinasse com a fabricante alemã. "Checo" teve uma ótima temporada em 2012, seu segundo ano na Fórmula 1, conquistando três pódios, o primeiro deles no GP da Malásia, onde esteve perto de vencer com a Sauber antes de cruzar a linha de chegada na segunda posição.

Tudo isso colocou o mexicano no radar das melhores equipes para o ano seguinte, principalmente McLaren e Ferrari. Como Pérez fazia parte do programa de jovens pilotos da equipe italiana, a ligação era muito forte com Maranello.

Leia também:

"Foi tudo natural, eu fazia parte da Academia da Ferrari e havia muito contato com a equipe. Foi um passo natural para um piloto da academia estar ligado a eles. Tudo indicava que eu ia para lá, mas então as coisas mudaram." disse Perez em entrevista ao site oficial da F1.

Finalmente "Checo" acabaria assinando para a temporada seguinte com a McLaren, equipe que havia vencido sete corridas em 2012. Esse fator tornou a equipe atraente, embora as coisas não tenham saído como o esperado.

“2013 foi o mais perto que cheguei de ir para a Ferrari. Fiquei muito perto. Em retrospecto, se eu não tivesse ido para a McLaren, certamente teria ido para a Ferrari, mas as coisas mudam muito rápido na F1. A McLaren na época estava dominando, eles me ofereceram um contrato. Fazia muito sentido na época. Infelizmente não deu certo. O carro estava muito ruim e eu não consegui nenhum pódio, nem lutar por nada além de pontos. As coisas mudaram muito desde então. "

Além do flerte com a Ferrari e da decisão de ir para a McLaren, Pérez revelou que também havia uma terceira equipe em disputa na época.

"Estávamos conversando com a Mercedes, mas isso realmente dependia de Lewis (Hamilton) não estar indo para lá, eu era a segunda opção. Isso é o que eles disseram. Tínhamos algumas opções, olhando para trás", disse o piloto de Guadalajara.

O resto da história é conhecido. Enquanto Pérez foi para a McLaren e as coisas não deram certo, Hamilton assinou com a Mercedes e construiu uma das eras mais dominantes da história da Fórmula 1 ao lado da fabricante alemã.

Pérez, que atualmente espera o que será seu futuro em 2021, não se arrepende e está satisfeito com o que aconteceu.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton despista sobre Rosberg, analisa Bottas e ‘esquece’ Alonso; assista e entenda

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

 

.

Diretor da McLaren diz que asa móvel será menos decisiva na F1 2022

Artigo anterior

Diretor da McLaren diz que asa móvel será menos decisiva na F1 2022

Próximo artigo

F1: Liberty encerra negociações com Rio Motorsports e Globo fica próxima de manter direitos de transmissão

F1: Liberty encerra negociações com Rio Motorsports e Globo fica próxima de manter direitos de transmissão
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Federico Faturos