Por pódio, promotor do GP do México se inspira em Monza

Direção da corrida crê que terá casa cheia mais uma vez apesar de ter aumentado capacidade do circuito

Por pódio, promotor do GP do México se inspira em Monza
Lewis Hamilton Mercedes AMG F1, Andrew Shovlin, Mercedes AMG F1 Engineer, Nico Rosberg, Mercedes AMG F1, Valtteri Bottas, Williams
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1
Chuva de papel picado nas arquibancadas do Hermanos Rodriguez
Chuva de papel picado nas arquibancadas do Hermanos Rodriguez
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 e Valtteri Bottas, Williams
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team

A festa do pódio no GP do México do ano passado foi com certeza um dos pontos altos da temporada de 2015. Localizado na última seção da pista, o local deu possibilidade do público chegar bem perto dos pilotos e dos carros.

No entanto, para este ano, os promotores do GP do México querem melhorar ainda mais a festa. E para isso, eles se inspiram em Monza.

Rodrigo Sanchez, diretor de marketing do GP do México, disse ao Motorsport.com: "acho que o pódio foi uma das coisas mais surpreendentes da corrida, e definitivamente vai continuar.”

"Nós ainda estamos trabalhando com a FOM para entender exatamente o que conseguiremos fazer e se somos capazes de encher a pista com as pessoas. Porque se fizermos isso e as arquibancadas continuarem cheias, vai ficar espetacular.”

"Nós só precisamos encontrar a logística e a maneira de fazer isso. Mas nós estamos tentando fazer algo mais especial e maior para este ano."

Sanchez diz que o desafio está em conseguir que um número suficiente de pessoas entrem na pista a tempo, assim como garantir que as arquibancadas não sejam deixadas vazias.

"A coisa boa sobre o pódio de Monza é que a pista está cheia com aqueles enormes bandeiras", disse ele.

"O México foi espetacular no ano passado, mas se você for ver a pista, tínhamos muitos fotógrafos e fiscais. Mesmo que fossem 500 pessoas, foi apenas uma pequena seção à direita na frente do pódio.”

"Para uma melhor imagem, precisamos preencher isso com pessoas. O problema é que precisamos encontrar 30 mil pessoas e trazê-las a tempo para preencher tudo. Ao mesmo tempo, as pessoas nas arquibancadas querem descer também, mas você não quer arquibancadas vazias. Então, estamos tentando encontrar a melhor e a mais lógica maneira de fazer isso."

Venda total prevista

Depois de facilmente vender todos os ingressos no ano passado, Sanchez admitiu que a pista trabalha para uma repetição, porque o fator novidade da F1 não acontecerá mais neste ano.

Mas, mesmo com o aumento da capacidade neste ano, ele está confiante de que o México voltará a vender todos os ingressos nas próximas semanas.

"No ano passado nesta época do ano estávamos completamente esgotados", disse ele. "Neste momento, há cerca de 15 a 20% de ingressos restantes. Não é a mesma coisa não ter F1 há 23 anos do que ter tido uma prova a oito meses.”

"Mas com o lançamento de uma campanha de última hora em Setembro, vamos ter casa cheia. Nós já tivemos 1 milhão de pessoas na pista neste ano para eventos e shows. Tivemos Rolling Stones, Coldplay e Maroon 5.”

"É natural ver uma queda, mas ainda teremos uma casa cheia para a corrida. Temos 10% mais assentos do que no ano passado, então acho que estamos em boa forma. Nós só precisamos esperar."

compartilhar
comentários
Rosberg chega a 200º GP em Cingapura; relembre carreira

Artigo anterior

Rosberg chega a 200º GP em Cingapura; relembre carreira

Próximo artigo

VÍDEO: Desfile de Ferraris de F1 históricas em Hockenheim

VÍDEO: Desfile de Ferraris de F1 históricas em Hockenheim
Carregar comentários