Fórmula 1
R
GP de Portugal
30 abr
Próximo evento em
18 dias
06 mai
Próximo evento em
24 dias
20 mai
Próximo evento em
38 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
52 dias
10 jun
Próximo evento em
59 dias
24 jun
Próximo evento em
73 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
80 dias
29 jul
Próximo evento em
108 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
136 dias
02 set
Próximo evento em
143 dias
09 set
Próximo evento em
150 dias
23 set
Próximo evento em
164 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
171 dias
07 out
Próximo evento em
178 dias
21 out
Próximo evento em
192 dias
28 out
Próximo evento em
199 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
244 dias

Por pouco não bato em Vettel na largada, diz Raikkonen

Piloto da Ferrari disse manobra de seu companheiro de equipe quase causou colisão entre so dois logo na largada do GP da China

Por pouco não bato em Vettel na largada, diz Raikkonen
Kimi Raikkonen, Ferrari celebrates on the podium
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H and Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H lead at the start of the race
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, makes a stop
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H battle
Kimi Raikkonen, Ferrari, meets a young fan
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Kimi Raikkonen, Ferrari fans
Kimi Raikkonen, Ferrari

Ferrari teve um fim de semana de altos e baixos na China, a Scuderia conseguiu se classificar na primeira fila, lideraram grande parte da corrida, mas no início da prova, Sebastian Vettel, que largou da pole quase colidiu em seu parceiro, Kimi Raikkonen

Na largada, Sebastian Vettel foi para a direita, fechando seu companheiro e permitindo que ele fosse superado por Valtteri Bottas e Max Verstappen, algo que contou o "Iceman" após a corrida.

"Eu me pergunta se Sebastian foi agressivo na largada? Depende. Somos companheiros de equipe. Certamente, devo dizer que, se eu não tivesse parado teríamos nos tocado. Me encontrei em uma situação que me fez perder algumas posições no início".

Esclarecido o episódio da largada, Raikkonen falou sobre sua corrida, destacando o bom rendimento depois de sua primeira e única troca de pneus.

"Acho que depois da parada o carro ficou bem rápido e tive um bom ritmo, embora naquele momento estivéssemos em terra de ninguém. Mas consegui me aproximar dos carros à frente".

O momento chave que determinou o resultado da corrida veio na volta 32, quando o Safety Car teve que aparecer na pista para que os comissários pudessem limpar os detritos resultantes do toque entre os pilotos da Toro Rosso.

A saída do safety car permitiu à Red Bull fazer uma parada adicional que resultou em vitória, enquanto Kimi foi capaz de se aproximar dos pilotos que o precediam.

"O safety car me ajudou, e também os pneus um pouco mais frios. O terceiro lugar é um bom resultado, mas temos que trabalhar para conseguir melhores posições".

Raikkonen levou para casa um terceiro lugar que é uma recompensa moral depois de um dia assim, mas ele pediu para a Ferrari melhorar, garantindo que um pódio não é consolo quando tem chance de vencer.

"O pódio é melhor do que nada, mas tendo começado da primeira fila, este resultado não atende às nossas expectativas. Para como a corrida começou está bem, mas definitivamente temos que melhorar a partir da próxima".

Confira os dez momentos mais marcantes do GP da China 

compartilhar
comentários
Real carro de 2018 estreará na Espanha, diz McLaren

Artigo anterior

Real carro de 2018 estreará na Espanha, diz McLaren

Próximo artigo

Equipes ajudam F1 em busca por aumento de ultrapassagens

Equipes ajudam F1 em busca por aumento de ultrapassagens
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da China
Localização Shanghai International Circuit
Pilotos Kimi Raikkonen
Equipes Ferrari
Autor Marco Di Marco