Fórmula 1
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
05 Horas
:
32 Minutos
:
14 Segundos
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
49 dias

Red Bull defende parada de Verstappen no fim: "Não tínhamos garantia de que ele cruzaria a linha de chegada"

compartilhar
comentários
Red Bull defende parada de Verstappen no fim: "Não tínhamos garantia de que ele cruzaria a linha de chegada"
Por:

Christian Horner afirmou que o pneu duro retirado do carro de Verstappen já tinha cortes

Max Verstappen viu o segundo lugar no GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 cair em seu colo após o problema de Valtteri Bottas com o pneu. E o holandês até poderia ter vencido, se a Red Bull não tivesse mandado ele entrar nos boxes na penúltima volta para trocar de pneus. Mas a equipe defende a decisão tomada.

Com a vantagem que tinha sobre Charles Leclerc, em terceiro, Verstappen parou para colocar pneus macios, evitando ter problemas iguais aos de Bottas e para buscar o ponto extra da volta mais rápida.

Leia também:

Isso deu a Lewis Hamilton uma vantagem de mais de 30 segundos, que foi crucial para que o britânico mantesse a vitória apesar de um furo em seu pneu dianteiro esquerdo no meio da última volta.

Hamilton segurou o carro até o último metro e cruzou a linha de chegada com 5s8 de vantagem para Verstappen, com a parada sendo vista como o fator que lhe custou a vitória.

Mas Christian Horner, chefe da Red Bull, afirmou que não havia garantias de que Verstappen não sofreria do mesmo problema da dupla da Mercedes, revelando que o pneu duro tirado do carro do holandês tinha "vários cortes".

"Ficamos muito preocupados com o furo de Valtteri, porque Max havia nos informado de vibrações no carro", disse Horner. "Optamos por fazer a parada, e o pneu retirado do carro tinha vários cortes. Então não era garantido que ele conseguiria cruzar a linha de chegada".

"Apesar de parecer que perdemos com a sorte que Lewis teve no final, se tivéssemos ficado na pista, não tinha como garantir que ele não passaria pelo mesmo. Acho que precisamos agradecer pelo fato de termos aproveitado o problema de Bottas, mas sentimos um pouco de azar".

"A sorte está com Lewis no momento, por isso que não vencemos. Mas, parabéns a eles. Tiveram um carro dominante hoje.

O GP da Grã-Bretanha de 2013 também foi marcado por falhas nos pneus, com Hamilton perdendo a vitória devido a um problema no pneu traseiro. A construção dos pneus da época foi vista como a causa dos problemas.

Vários pilotos sofreram com bolhas nos pneus duros no final da corrida, o que Horner disse que torna a borracha "vulnerável".

"Vocês puderam ver os pneus formando bolhas e acho que assim que eles ficam expostos, qualquer tipo de detrito na pista pode furar o pneu facilmente. Assim que você tem esse problema, eles ficam vulneráveis".

"E, obviamente, tivemos alguns incidentes hoje. Talvez tenha sido por causa dos detritos na pista, e há três ou quatro carros que sofreram no final. Pelo menos conseguimos segundo lugar e a volta mais rápida. É triste perder a vitória, mas acho que já havíamos aceitado isso antes da corrida".

PÓDIO: Hamilton vence com três rodas em GP da Grã-Bretanha maluco

PODCAST: Bastidores do futuro do GP do Brasil e os ambientes de F1 favoritos de Reginaldo Leme

 

F1: Pirelli lança "investigação completa" após falha dos pneus em Silverstone

Artigo anterior

F1: Pirelli lança "investigação completa" após falha dos pneus em Silverstone

Próximo artigo

Racing Point ainda não tem data para retorno de Pérez: "Não sabemos se a quarentena é de sete ou dez dias"

Racing Point ainda não tem data para retorno de Pérez: "Não sabemos se a quarentena é de sete ou dez dias"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pilotos Max Verstappen
Autor Lewis Duncan