Red Bull suspende Juri Vips por insulto racista em transmissão na Twitch

Estoniano que participou do TL1 do GP da Espanha foi suspenso "com efeito imediato" após insulto racista ao vivo na Internet

Red Bull suspende Juri Vips por insulto racista em transmissão na Twitch
Carregar reprodutor de áudio

Juri Vips, piloto reserva e de testes da Red Bull, que faz sua terceira temporada na Fórmula 2, foi suspenso nesta terça-feira (21) pela equipe austríaca - e com efeito imediato – após dizer em uma transmissão ao vivo de game na internet um insulto racista ("nig..." ou "crioulo" em português), usado para se referir de forma depreciativa aos negros, e disse que rosa é uma cor para gays.

A equipe divulgou um comunicado confirmando que ele foi suspenso de suas atividades antes de uma investigação completa.

Leia também:

“A Red Bull Racing suspendeu o piloto júnior Juri Vips de todas as funções da equipe com efeito imediato, aguardando uma investigação completa sobre o incidente”, disse a equipe.

“Como organização, condenamos qualquer tipo de abuso e temos uma política de tolerância zero a linguagem ou comportamento racista dentro de nossa organização.”

Vips foi ao Instagram para “pedir desculpas pela linguagem ofensiva usada durante uma transmissão ao vivo hoje cedo”.

“Esta linguagem é totalmente inaceitável e não retrata os valores e princípios que mantenho”, escreveu Vips.

“Lamento profundamente minhas ações e este não é o exemplo que devo dar. Vou cooperar totalmente com a investigação.”

Vips foi membro do programa júnior da Red Bull no final de 2018. Ele terminou em quarto lugar no campeonato da F3 do ano seguinte, antes de passar para a F2, onde atualmente está competindo em sua terceira temporada.

Além de seus compromissos na F2, Vips também atuou como piloto de teste e reserva da Red Bull e de sua equipe irmã, AlphaTauri, desde o final de 2020, além de realizar trabalhos regulares de simulador para as equipes.

O estoniano fez sua estreia na F1 quando participou do treino de abertura do GP da Espanha com a Red Bull, cumprindo uma das duas participações de treinos de jovens pilotos obrigatórios da equipe para a temporada.

O chefe e fundador da equipe Hitech, Oliver Oakes, disse ao Motorsport.com que estava “chocado ao ouvir sobre este incidente”.

“Os comentários feitos por Juri são ofensivos e não refletem os valores inclusivos da Hitech”, acrescentou. “Como todo mundo, descobri isso há uma hora – o vídeo e a suspensão da Red Bull com uma investigação a seguir.”

VÍDEO: A Mercedes tem razão ao reclamar sobre o porpoising?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual maior adversário ao bi de Verstappen: Pérez, Leclerc ou confiabilidade da Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

compartilhar
F1: Ritmo da Ferrari no Canadá serve de motivação para Leclerc
Artigo anterior

F1: Ritmo da Ferrari no Canadá serve de motivação para Leclerc

Próximo artigo

Com estreia de Vegas, volta do Catar e dúvidas sobre China e África do Sul, veja como se configura o calendário da F1 2023

Com estreia de Vegas, volta do Catar e dúvidas sobre China e África do Sul, veja como se configura o calendário da F1 2023