Ricciardo: "não acredito em sorte ou nenhuma dessas drogas"

Australiano falou sobre a frustração de ter perdido tempo com a Safety Car Virtual e também sobre a decisão de ter a presença do carro de segurança na largada de Silverstone

Ricciardo: "não acredito em sorte ou nenhuma dessas drogas"
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing with team mate Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 in parc ferme
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads behind the FIA Safety Car
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 celebrates on the podium
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Carregar reprodutor de áudio

Enquanto Max Verstappen terminou em terceiro lugar na no GP da Grã-Bretanha, que acabou virando um segundo lugar, após a punição de Nico Rosberg, Daniel Ricciardo perdeu qualquer chance de luta pelo pódio com a aparição do Safety Car Virtual. 

Embora tenha sido capaz de chegar à frente de Sergio Perez, ele não teve chances de se aproximar dos carro à frente e passou grande parte da corrida sem muitas ações.

"Perdemos nossa chance com o Safety Car Virtual", disse Ricciardo. "Ele saiu em um momento infeliz para mim e acho que perdemos 10 segundos ou mais sobre os líderes só com isso."

"Eu diria que as coisas não têm me favorecido nos últimos tempos, mas, ao mesmo tempo, eu não acredito em sorte ou em nenhuma dessas drogas."

"Esperamos chegar a Budapeste e poder ter um fim de semana melhor."

"Eu estava sozinho na pista na maior parte do tempo e com o Safety Car, foi como começar a corrida com um longo caminho atrás dos líderes."

Largada com Safety Car

Ricciardo disse também que a direção de prova tomou a decisão correta sobre o uso do carro de segurança no início.

"Você pode sempre argumentar que ele poderia sair mais cedo. Algumas partes da pista estavam muito boas, mas outras estavam muito ruins."

"Havia muito spray. Eu não consigo imaginar a situação do 12º ou 15º lugar, e eu estava em quarto."

"Acho que fazia sentido pela falta de visibilidade. Mesmo quando começou, na primeira volta, eu não vi nada, então eles tomaram uma boa decisão."

compartilhar
comentários
Force India classifica restrições de rádio como "ridículas"
Artigo anterior

Force India classifica restrições de rádio como "ridículas"

Próximo artigo

Morte de Jules Bianchi completa um ano; relembre carreira

Morte de Jules Bianchi completa um ano; relembre carreira
Carregar comentários