Safety car da F1 2021 deve ser 'dividido' entre Mercedes e Aston Martin; entenda

Montadora alemã fornece exclusivamente o carro de segurança da F1 desde 1996, mas a mudança ajudaria a lidar com os 23 GPs do ano que vem

Safety car da F1 2021 deve ser 'dividido' entre Mercedes e Aston Martin; entenda

A Aston Martin deve dividir a função de fornecedor do safety car com a Mercedes nos GPs de Fórmula 1 do próximo ano, apurou o Motorsport.com.

A Mercedes fornece exclusivamente o safety car oficial da F1 desde 1996, começando com um Mercedes-AMG C36 e atualmente usando um Mercedes-AMG GT R.

Leia também:

Embora a montadora alemã esteja comprometida com o projeto, as discussões estão em andamento sobre uma revisão do acordo para 2021, quando um novo Pacto de Concórdia entra em vigor.

Embora nenhuma decisão tenha sido tomada, fontes revelaram que é cada vez mais provável que a Mercedes deixe de ser o único fornecedor de safety car.

A fabricante continuará a desempenhar um papel importante - que incluirá o fornecimento do carro médico da F1 - mas conversas estão em andamento sobre um acordo revisado que provavelmente resultará no compartilhamento do safety car com a Aston Martin.

A mudança poderia dividir o uso do safety car igualmente entre os dois fabricantes ao longo da temporada, e ajudaria a dividir o fardo financeiro entre as duas empresas conforme a F1 se expande para um cronograma de 23 GPs.

 

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Mercedes e Aston Martin têm se tornado cada vez mais próximas nos últimos 12 meses, com acordos de acionistas e cooperação técnica mais estreita.

Foi anunciado recentemente que a Mercedes aumentará sua participação na Aston Martin para 20%, ao mesmo tempo que dará acesso a uma gama de suas tecnologias - incluindo motorização e arquitetura eletroeletrônica.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, também tem uma participação acionária privada na Aston Martin e é amigo íntimo do proprietário da montadora, Lawrence Stroll.

No próximo ano, a Aston Martin está retornando à F1 com sua própria equipe, assumindo os direitos da Racing Point.

O atual safety car da Mercedes é o mais rápido da história, tendo sido atualizado na temporada de 2018.

Seu motor V8 biturbo tem 585 cavalos e pode atingir uma velocidade máxima de 316 km/h. O safety car é dirigido por Bernd Maylander.

O carro médico da Mercedes é um AMG C 63 S Estate, que é dirigido por Alan van der Merwe.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Todt fala sobre estado de saúde de Schumacher; conheça a verdade por trás do caso

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

 

.

compartilhar
comentários
F1: Diretor de prova 'rebate' críticas de Vettel na Turquia; entenda

Artigo anterior

F1: Diretor de prova 'rebate' críticas de Vettel na Turquia; entenda

Próximo artigo

Button acredita que Alonso será um “piloto melhor” em seu retorno à F1

Button acredita que Alonso será um “piloto melhor” em seu retorno à F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble