Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
55 dias
06 mai
Próximo evento em
97 dias
20 mai
Próximo evento em
111 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
125 dias
10 jun
Próximo evento em
132 dias
24 jun
Próximo evento em
146 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
167 dias
29 jul
Próximo evento em
181 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
209 dias
02 set
Próximo evento em
216 dias
09 set
Próximo evento em
223 dias
23 set
Próximo evento em
237 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
244 dias
07 out
Próximo evento em
251 dias
21 out
Próximo evento em
265 dias
28 out
Próximo evento em
272 dias
05 nov
Próximo evento em
280 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
293 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
308 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
317 dias

F1: Ralf Schumacher quer Frank e Claire fora da equipe Williams

compartilhar
comentários
F1: Ralf Schumacher quer Frank e Claire fora da equipe Williams
Por:

Ex-piloto da equipe diz que ícone da F1 não se adequou ao modo de gerenciamento moderno de um time da categoria

Ralf Schumacher correu para a Williams entre 1999 e 2004 e conseguiu todas as seis vitórias na Fórmula 1 pela tradicional equipe britânica. Mais de 15 anos depois, ele não economizou nas críticas à família Williams, que, em sua opinião, é amplamente responsável pelo declínio esportivo e econômico.

Leia também:

"Nem Frank foi capaz de continuar na equipe nessa era mais moderna, nem sua filha. Há muito a ser reencontrado no estilo de gerenciamento. Na minha opinião, a Williams perdeu o jeito há muito tempo."

"Eu mesmo vi. Os tempos mudaram, as pessoas mudaram. O gerenciamento de cima e com muita pressão, que era o modo de Frank trabalhar não está mais atualizado. Há muitas pessoas jovens e graduadas que ficam na Fórmula 1 por um curto período de tempo. Elas simplesmente não podem ser tratadas assim.”

“Eu só compraria a Williams se Frank e Claire saíssem por completo e um bom investidor aparecesse. Se tivesse o parceiro certo e o dinheiro, entraria nessa imediatamente. Mas é necessário varrer a Williams por completo”.

“Não posso criticar uma venda para empresários milionários. Fico feliz de ver que há pessoas que amam nosso esporte e que estão prontas para investir, mesmo que seja só por seus filhos”, disse, se referindo a Michael Latifi, pai do piloto Nicholas Latifi, que estará na F1 neste ano, que também é acionista da Williams hoje.   

Pizzonia x Heidfeld: a verdade sobre a disputa marcada por mentiras e até "espionagem"

PODCAST: A Williams tem salvação?

 

F1: GP do Brasil ocorre em novembro e deve ter público, diz promotor

Artigo anterior

F1: GP do Brasil ocorre em novembro e deve ter público, diz promotor

Próximo artigo

F1: Organização do GP da Rússia está disposta a realizar etapa dupla em Sochi

F1: Organização do GP da Rússia está disposta a realizar etapa dupla em Sochi
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Christian Nimmervoll