Verstappen e Pérez alertam que ultrapassagens ficarão ainda mais difíceis na F1

Nível maior de downforce, pneus, peso dos carros estão entre os motivos que dupla da Red Bull se diz descrente em relação às manobras durante as corridas

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Sergio Perez, Red Bull Racing RB19

Max Verstappen e seu companheiro de equipe na Red Bull, Sergio Pérez, acreditam que as ultrapassagens se tornarão mais difíceis à medida que as equipes continuem a encontrar mais downforce na Fórmula 1.

O novo regulamento para 2022 foi estabelecido especificamente para melhorar o espetáculo e aumentar as ultrapassagens, reduzindo a turbulência dos carros, com ênfase na geração de downforce a partir do piso.

Leia também:

Mas enquanto as diferenças entre as equipes diminuíram desde o ano passado, produzindo um dos meio-de-grid mais competitivos da história recente, o espetáculo na pista continua sendo um ponto de preocupação.

Um GP do Azerbaijão distintamente sem brilho trouxe o assunto, com vários pilotos questionando por que a zona DRS da reta principal de Baku foi encurtada após uma corrida em que foi quase impossível passar, apesar das longas retas.

A dupla da Red Bull, Verstappen e Pérez, provou ser a exceção, pois o dispositivo DRS extremamente eficiente de seu RB19 e a velocidade máxima superior permitiram que eles passassem pela Ferrari de Charles Leclerc.

Mas até eles reconheceram que as ultrapassagens se tornaram mais difíceis em relação ao ano passado devido ao downforce extra que as equipes adicionaram aos carros. E alertam que a situação só vai piorar se as regras atuais forem mantidas.

"Sinto que este ano certamente se tornou um pouco mais difícil", disse Pérez. “Esses carros estão gerando um pouco mais de downforce e, ao gerar esse pouco mais de downforce, o carro de trás se esforça um pouco mais para seguir.

“Então, na minha opinião, não foi a coisa certa encurtar o DRS, porque está ficando mais difícil de ultrapassar do que no ano passado, então é algo que devemos revisar”.

Sergio Perez, Red Bull Racing RB18, overtakes Charles Leclerc, Ferrari F1-75 for the lead at the start. Max Verstappen, Red Bull Racing RB18 and Carlos Sainz, Ferrari F1-75 follow

Sergio Perez, Red Bull Racing RB18, overtakes Charles Leclerc, Ferrari F1-75 for the lead at the start. Max Verstappen, Red Bull Racing RB18 and Carlos Sainz, Ferrari F1-75 follow

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

Verstappen acrescentou: “Sim, como Checo disse, acho que quanto mais downforce gerarmos – e isso, é claro, sempre será a cada ano – se você mantiver as regras iguais, será mais difícil passar”.

Mas, de acordo com o holandês, há mais em jogo do que apenas ar sujo. O peso cada vez maior dos carros - até 798 kg em 2023 - e as suspensões mais rígidas necessárias para explorar o efeito solo tornaram o ataque mais difícil.

“Por causa do peso dos carros que temos hoje em dia, porque estão bastante pesados, em baixa velocidade é um pouco mais difícil de acompanhar”, explicou Verstappen.

“Assim que você tem um pequeno momento com esse peso, torna-se uma derrapagem maior, é mais difícil para os pneus, então você superaquece mais os pneus.

"E também com esses novos tipos de carros, você tem que manter a linha, enquanto eu me lembro de 2015 ou 2016, às vezes você podia pegar algumas linhas diferentes, você podia rodar em uma zebra porque os carros eram muito - bem, não suaves - mas ainda eram muito mais suaves do que o que temos agora.

"E você poderia fazer alguns tipos diferentes de técnicas e linhas, mas isso é muito, muito difícil hoje em dia porque os carros simplesmente não permitem isso."

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #228 - Reclamações de Verstappen em Baku mostram que bicampeão 'sentiu o golpe'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Wolff revela que sem limite de gastos traria o dobro de atualizações para Mercedes em Ímola
Próximo artigo F1: FIA encurta duas zonas de DRS para GP de Miami

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil