Verstappen teme ser batido pela Renault no GP da Rússia de F1

compartilhar
comentários
Verstappen teme ser batido pela Renault no GP da Rússia de F1
Por:
, Editor

Piloto holandês, no entanto, destacou que o ritmo da Red Bull na prova deste domingo deve ser melhor

Max Verstappen acredita que a Red Bull terá uma missão "difícil" para superar a Renault e chegar ao terceiro lugar no classificatório para o GP da Rússia, mas diz que seu ritmo de corrida parece mais competitivo.

Verstappen só conseguiu terminar em sétimo na segunda sessão de treinos da Fórmula 1 no Autódromo de Sochi nesta sexta-feira, rodando mais de 1s5 atrás do melhor tempo de Valtteri Bottas, que liderou. 

Leia também:

Foi uma sessão que viu vários pilotos rodarem e travarem, incluindo Verstappen, que girou durante sua segunda simulação de classificatório.

O holandês disse após o treino que a Red Bull sabia que o Autódromo de Sochi não era uma pista adequada para seu carro RB16, o que a levou a tentar várias abordagens de configuração diferentes ao longo desta sexta-feira. “Sabemos que esta pista não é a melhor para nós, mas também estávamos testando alguns níveis de força descendente e vendo qual seria a melhor opção", disse Verstappen.

"[No] TL2, sim, acho que poderíamos ter feito um pouco melhor, mas, novamente, estávamos testando algumas coisas. Algumas funcionaram, outras não, então isso nos dá algumas ideias para amanhã”.

Os pilotos da Mercedes, Bottas e Lewis Hamilton, terminaram com mais de um segundo de vantagem, com Daniel Ricciardo conquistando o terceiro lugar para a Renault, liderando a batalha para ser o 'melhor do resto'.

Verstappen disse achar que seria difícil para a Red Bull vencer a Renault e ser o adversário mais próximo da Mercedes na classificação, mas tem esperanças maiores para a corrida.

"Vai ser difícil no classificatório para ser P3", disse Verstappen. “Na corrida, parece um pouco mais competitivo, então estou feliz com isso, mas ainda há um pouco de trabalho a se fazer para garantir que ainda sejamos P3”.

“Até agora hoje, [a Renault] tem sido muito competitiva e você nunca sabe quem mais”.

"Em primeiro lugar, temos que olhar para nós mesmos e fazer a troca certa com os níveis de força descendente também, garantir que o carro esteja estável, e então estou bastante confiante de que a classificação será apertada, mas acho que podemos estar na luta."

O companheiro de equipe de Verstappen na Red Bull, Alexander Albon, só conseguiu terminar o TL2 em 12º, mas disse que "sabia que ia ser difícil" para a equipe em Sochi. "O meio do grid obviamente deu um grande passo desde o ano passado, então está um pouco mais apertado", disse Albon.

“[O carro] não estava ruim, é só que todo mundo é muito rápido. Precisamos fazer alguns trabalhos de casa e descobrir onde podemos ganhar esses pedacinhos”.

“Numa pista como esta, honestamente, é só cuidar dos pneus. É muito térmico aqui”.

"Você só precisa de um equilíbrio realmente bom, então se você é bom em curto prazo, será bom em longo prazo. Só estamos perdendo um pouco em ambos”.

Red Bull RB16

(Temporada 2020)

Red Bull Racing-Honda RB16
Motor: Honda
Combustível: ExxonMobil
Pneus: Pirelli

Pilotos:

33 - Max Verstappen

23 - Alexander Albon

Verstappen detona Honda após quebra de motor e “show de m....” no GP da Toscana de F1

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?
 

.

F1: Renault pode antecipar reestreia de Alonso em teste promocional

Artigo anterior

F1: Renault pode antecipar reestreia de Alonso em teste promocional

Próximo artigo

F1: Ex-mulher de Briatore diz que Schumacher “só se comunica com os olhos”

F1: Ex-mulher de Briatore diz que Schumacher “só se comunica com os olhos”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pilotos Max Verstappen
Autor Luke Smith