Fórmula 1 GP de Miami

VÍDEO F1: Em meio à crise, Binotto pode substituir Szafnauer na Alpine

Ex-chefe da Ferrari pode desembarcar na equipe francesa, após declarações fortes de CEO contra chefe do time

Quarta colocada no campeonato de construtores da Fórmula 1 2022, a Alpine ocupa apenas a sexta colocação em 2023 até o momento, com 14 pontos, empatada com a McLaren. A equipe está bem longe da Ferrari, que ocupa justamente quarta colocação, com 78 unidades, pontuação bem superior à somada pelo time francês.

Leia também:

Mais do que a posição na tabela, a Alpine vem passando por um processo de ‘lavação de roupa suja’, com o CEO da equipe, Laurent Rossi, criticando o comando de Otmar Szafnauer publicamente.

No fim de semana do GP de Miami, Rossi deixou claro seu descontentamento ao Canal+, da França, e em entrevista ao site oficial da Fórmula 1, dizendo que a equipe tinha atitudes “amadoras”, com erros “inaceitáveis” que “não justificam” o investimento da montadora, além de ameaçar Szafnauer.

Entretanto, alguns rumores dão conta de que o plano de Rossi para substituir o atual comandante da equipe já está em andamento. O site formu1a.uno relatou que Mattia Binotto é um dos nomes considerados para o cargo.

Em programa exclusivo do Motorsport.com (confira o vídeo no topo da página), Rico Penteado, engenheiro brasileiro que trabalhou na equipe de F1 da montadora francesa por quase duas décadas, também falou sobre as chances do ex-chefe da Ferrari ingressar no time.

“Eu ouvi falar que ele está querendo trazer o [Mattia] Binotto para a equipe”, disse Rico. “O que pode não ser uma coisa ruim, o Binotto fala francês, entende de motores, do carro, não seria uma coisa ruim, mas não é esse o problema principal.”

“Eu não tenho nada de concreto de informações, é especulação que a gente ouve falar. Mudanças são importantes de se fazer. É uma gestão estranha, colocar o Binotto ali não vai resolver os problemas, como o Frederic Vasseur na Ferrari, você não resolve de um dia para outro.”

Quando questionado se Binotto estaria em um cargo técnico ou como chefe da Alpine, Rico opinou: “Acho que seria para tirar o Otmar ou colocá-lo em uma outra posição e colocar o Binotto ali, para tentar trazer mais organização e coesão entre todas as áreas.”

Rico mostrou como está o clima na Alpine, relatando desmandos de Rossi.

“Vou falar apenas por mim, as pessoas sabem que trabalhei lá por 20 anos, não quero que interpretem como se fosse o pessoal de lá me contando coisas e eu falando aqui. Mas, eu vejo as coisas, não tem como esconder.”

“Felizmente eu saí de lá antes dele (Laurent Rossi) chegar, porque claramente ele não é um cara da F1, ele não está lá pela corrida, ele está lá pelo showbiz. Na primeira temporada dele na F1, em Mônaco, ele trouxe a esposa para andar na pista com o Fernando Alonso. Ele impede os engenheiros de motor de irem para a pista na largada para deixar o personal trainer ir lá. Você acha que o cara realmente está pensando na corrida? Ele impede de alguém da área técnica para resolver um pepino em potencial, para trazer o personal trainer no grid?”

“Ele se acha o Flavio Briatore, só que o Flavio tinha o lado político que era interessante, ele tinha um carisma que o cara tinha medo, o membro da equipe sabia que ele tinha que fazer o serviço bem.”

“Vi a entrevista que ele deu ao Canal+, que chefe é esse? Ele é o líder, ele escolheu uma organização nova, o negócio não funciona e a culpa é dos outros?”

Para Rico, o clima interno ajudou na tomada de decisões de Alonso e Oscar Piastri, que decidiram não seguir na Alpine em 2023.

“Quando você vê como foi orquestrada a ida do Piastri para a McLaren e do Fernando para a Aston Martin, você percebe o tanto que eles perderam o respeito pela empresa Renault. Os dois títulos do Fernando foram com a Renault.”

“Só que quando ele vê que a equipe com quem ele trabalhou em 2005 e 2006 foi diluída e uma boa parte foi mandada embora pelo Rossi, você se pergunta se está valendo a pena, ‘ainda é a Renault de antes?’ Então uma parte explica o comportamento desses dois pilotos.”

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Pirelli alterará pneus de 2023 a partir do GP da Grã-Bretanha; entenda
Próximo artigo F1: Schumacher relata agressividade de seguranças do GP de Miami a ele e Button

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil