Webber: Acesso de fãs aos pilotos foi "longe demais"

Ex-piloto da Red Bull, Mark Webber, acredita que a Fórmula 1 já foi "longe demais" com o acesso dos torcedores e que a categoria corre o risco de "banalizar" a profissão de piloto

Webber: Acesso de fãs aos pilotos foi "longe demais"
Mark Webber, and David Coulthard, Channel 4 F1 on the grid
Romain Grosjean, Haas F1 Team, signs autographs for fans
Race winner Max Verstappen, Red Bull Racing talks with Mark Webber, in parc ferme
Sebastian Vettel, Ferrari signs autographs for the fans
Mark Webber with Brendon Hartley, Toro Rosso
Carregar reprodutor de áudio

A F1 tem sido criticada por ser fechada demais para os torcedores, mas, após sua estreia no WEC, Fernando Alonso disse que acesso que os fãs têm no WEC não funcionaria na F1, já que os pilotos "se esconderiam ainda mais ".

Mark Webber, que venceu o WEC com a Porsche em 2015 e é uma figura regular na cobertura da F1 do Channel 4, ficou do lado de Alonso.

"Você tem que ter muito cuidado porque os pilotos ainda precisam ser heróis e algo que ainda é um pouco difícil de tocar e sentir”, disse o australiano ao Motorsport.com.

"Poderíamos ter ido longe demais com isso em termos de acesso e mídia social. Temos que ter cuidado para não banalizar sua profissão.”

Leia também:

Quando perguntado sobre o que a F1 poderia aprender com o festival de Goodwood, que atrai cerca de 150 mil espectadores, Webber disse: "Eu acho que apenas decisões rápidas, a abertura, a genuinidade, o grupo demográfico também de famílias - nós temos filhos, nós temos o avô aqui mamãe e papai.”

"Há algo para todos: um pouco de fogos de artifício, um pouco de motocross. Você tem que ter essa diversidade."

"O Duque de Richmond [dono da propriedade de Goodwood] está atrás de seu tempo no que pensa. É o melhor [evento] do mundo e eu não sei qual é o segundo, mas está muito atrás.”

"Na sociedade agora, é difícil conseguir permissões para todas essas coisas. [O Duque] pode tomar decisões, ele é muito proativo, dinâmico e é isso que a sociedade sente falta agora."

Matt Kew

compartilhar
comentários
Williams: Crise na equipe tem sido um "golpe enorme"
Artigo anterior

Williams: Crise na equipe tem sido um "golpe enorme"

Próximo artigo

Alonso: pontuação expandida eliminaria feitos “milagrosos”

Alonso: pontuação expandida eliminaria feitos “milagrosos”