Williams anuncia venda da equipe de F1 para grupo de investimento norte-americano

Grupo Dorilton Capital afirmou que não há planos de realocar a sede, mas comunicado não anuncia se Claire Williams seguirá à frente da equipe

Williams anuncia venda da equipe de F1 para grupo de investimento norte-americano

Após anunciar em maio que estava considerando uma venda parcial ou total de sua equipe de Fórmula 1 como forma de aliviar a pressão financeira, a Williams confirmou nesta sexta (21), a venda da equipe para a Dorilton Capital, um grupo de investimento dos Estados Unidos.

A equipe vinha sofrendo com uma grande queda na receita nos últimos anos, devido a uma perda de performance do carro que levou a Williams ao fundo do Mundial de Construtores nos últimos dois anos.

Leia também:

Em um comunicado divulgado na sexta, a Williams confirmou que havia sido comprada pela Dorilton Capital, em um movimento que traz "uma conclusão bem-sucedida à Revisão Estratégica que foi lançada em maio".

A Dorilton Capital é um grupo de investimento privado cuja sede fica em Nova York, e tem envolvimento em setores como saúde, engenharia e manufatura.

A venda da Williams Racing para a Dorilton Capital recebeu "apoio unânime" da direção da companhia, incluindo o fundador da equipe da F1 Sir. Frank Williams, e garante "o sucesso a longo prazo da equipe Williams na Fórmula 1".

O anúncio confirmou também que não há planos para mudar o nome da equipe ou do chassi, com o novo dono reconhecendo "a importância de respeitar e manter a herança deixada pelos Williams".

Não há também planos para realocar a fábrica da equipe de sua base em Grove.

"A Revisão Estratégica foi um processo útil e provou que tanto a Fórmula 1 quanto a Williams têm crédito e valor", disse Claire Williams, chefe da equipe.

"Agora chegamos a uma conclusão e estamos muito felizes que a Dorilton é a nova dona da equipe. Quando iniciamos o processo, queríamos encontrar um parceiro que dividia a mesma paixão e valores, e que reconhecia o potencial da equipe, podendo colocá-lo em prática".

"Encontramos exatamente isso com a Dorilton. Pessoas que entendem o esporte e o que é necessário para ser bem-sucedido. Pessoas que respeitam o legado da equipe e farão de tudo para garantir seu sucesso no futuro".

"Esse pode ser o fim de uma era para a Williams como uma equipe que pertence a uma família, mas sabemos que está em boas mãos. A venda garante não só a sobrevivência da equipe mas também fornecerá um caminho para o sucesso".

"Somos muito gratos a Dorilton pela fé que eles demonstraram pela nossa equipe e mal podemos esperar para começar a trabalhar com eles a partir de agora".

"Também quero agradecer a diretoria da Williams e nossos conselheiros, que trabalharam incansavelmente ao longo dos últimos meses para tornar isso possível, além de nossos funcionários, que sempre foram leais".

Matthew Savage, presidente-executivo da Dorilton Capital, comentou: "Estamos felizes por termos investido na Williams, e estamos muito animados pela perspectiva que o negócio traz".

"Acreditamos que somos os parceiros ideais para a companhia devido ao nosso estilo de investimento flexível e paciente, que permitirá à equipe focar em seu objetivo de voltar ao topo do grid".

"Mal podemos esperar para trabalhar com a equipe Williams, fazendo uma revisão detalhada do negócio para determinar para quais áreas os novos investimentos devem ser direcionados. Também reconhecemos a sede de primeira linha em Grove, e confirmamos que não há planos de realocação".

A notícia dá um ânimo às perspectivas futuras da Williams após certa incerteza financeira vinda das dificuldades de pista além do impacto comercial esperado devido à pandemia da Covid-19.

Enquanto a equipe segue no fundo do Mundial de Construtores da F1, sua performance tem se mostrado melhor ao longo da temporada. George Russell e Nicholas Latifi conseguem rivalizar mais frequentemente com a Haas e a Alfa Romeo, um passo adiante em comparação com 2019.

Cinco motivos para acreditar que Raikkonen não estará no grid da F1 em 2021

PODCAST: O que resta para Massa no automobilismo após sair se sua equipe na F-E?

 

compartilhar
comentários
Pilotos apoiam plano da F1 de trazer GP da Turquia de volta

Artigo anterior

Pilotos apoiam plano da F1 de trazer GP da Turquia de volta

Próximo artigo

Ex-companheiros, Raikkonen e Ricciardo acreditam que Vettel dará volta por cima na Ferrari

Ex-companheiros, Raikkonen e Ricciardo acreditam que Vettel dará volta por cima na Ferrari
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Luke Smith