Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
58 dias
06 mai
Próximo evento em
100 dias
20 mai
Próximo evento em
114 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
128 dias
10 jun
Próximo evento em
135 dias
24 jun
Próximo evento em
149 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
156 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
170 dias
29 jul
Próximo evento em
184 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
212 dias
02 set
Próximo evento em
219 dias
09 set
Próximo evento em
226 dias
23 set
Próximo evento em
240 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
247 dias
07 out
Próximo evento em
254 dias
21 out
Próximo evento em
268 dias
28 out
Próximo evento em
275 dias
05 nov
Próximo evento em
283 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
296 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
311 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
320 dias

Wolff afirma que conversas para comandar a F1 nunca avançaram: “A Ferrari não teria aceitado isso”

compartilhar
comentários
Wolff afirma que conversas para comandar a F1 nunca avançaram: “A Ferrari não teria aceitado isso”
Por:
, Editor

O chefe de equipe da Mercedes, no entanto, disse que Domenicali é a pessoa certa para o cargo de CEO da F1

Antes da Liberty Media oficializar a contratação de Stefano Domenicali como o novo CEO da Fórmula 1, haviam rumores de que Toto Wolff estava sendo considerado para a vaga. Mas o chefe da Mercedes disse que as negociações iniciais "nunca foram a lugar nenhum", mas duvida que a Ferrari o teria permitido liderar a categoria.

O anúncio da Liberty Media veio na última sexta (25). O ex-chefe da Ferrari assumirá o posto a partir de janeiro, substituindo Chase Carey, que se tornará diretor não-executivo após quase quatro anos no cargo, tendo assumido no lugar de Bernie Ecclestone como CEO em janeiro de 2017.

Leia também:

Wolff estava regularmente ligado a uma mudança para a Liberty nos últimos anos como parte do futuro plano de liderança após a saída de Carey.

Questionado se alguma vez colocou seu nome a disposição para o cargo principal da F1, Wolff disse que não, e que as primeiras conversas com o CEO da Liberty Media, Greg Maffei, não foram muito longe.

“Não, não fiz", disse Wolff. “Acho que todo mundo sabe que houve algumas discussões iniciais com Greg, e isso nunca foi a lugar nenhum. Nós nos damos bem. Eu respeito muito Greg Maffei pelo que ele conquistou”.

“Mas adoro onde estou, e descobri que adoro o cronômetro, a competição e as corridas, que onde estou hoje, co-proprietário da equipe com a Mercedes, tenho de me beliscar todos os dias”.

“No final, não teria ido a lugar nenhum, porque a Ferrari não teria aceitado isso”.

Os vínculos de Wolff com o trabalho na direção da F1 levaram a preocupações levantadas por rivais, incluindo a Ferrari, cujo CEO Louis Camilleri disse em dezembro que qualquer membro chave de equipe assumindo uma função no campeonato "criaria automaticamente conflitos de interesse, percebidos ou não”.

As preocupações levaram a um acordo de que ninguém poderia ser indicado pela série se tivesse trabalhado para uma equipe nos últimos dois anos.

Wolff disse que sabia que a Ferrari nunca aceitaria que ele assumisse a F1, mas entendeu sua posição e pensamento.

“Isso é OK, eles têm esse direito”, disse Wolff. “Eu respeito, absolutamente. Eu provavelmente teria os mesmos pensamentos. No final, talvez uma decisão diferente, porque você tem que ter o melhor cara para dirigir o esporte”.

“Mas eu acho que eles têm o melhor cara hoje. Stefano é o cara ideal”.

Q4: O grid do GP da Rússia, a batida de Vettel e o susto de Hamilton com Tiago Mendonça e Gabriel Casagrande

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

F1: Albon diz que grande diferença para Verstappen na classificação é "confusa"

Artigo anterior

F1: Albon diz que grande diferença para Verstappen na classificação é "confusa"

Próximo artigo

Hamilton escapa de punição por violação de regra na curva 2; entenda

Hamilton escapa de punição por violação de regra na curva 2; entenda
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith