Wolff: "Aluguei um apartamento na cabeça do Horner, ele é obcecado"

Rivalidade entre chefes da Red Bull e Mercedes ficou ainda mais evidenciada durante temporada de 2021

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Engana-se quem imagina que as rivalidades na Fórmula 1 se restringem apenas às pistas e aos pilotos. As disputas na maior categoria do automobilismo afetam até mesmo os chefes de equipe e o antagonismo protagonizado por Christian Horner da Red Bull e Toto Wolff da Mercedes é uma das que mais 'saem faísca' no paddock.

Leia também:

Desde a temporada 2021 a situação entre os dois é marcada por declarações com 'farpas'. A disputa entre Lewis Hamilton e Max Verstappen pelo acirrado mundial daquele ano evidenciou ainda mais o clima hostil dos dois chefes. Os bastidores mostrados pela série da Netflix, Drive To Survive, evidenciou ainda mais isso.

Em entrevista recente ao jornal The Times, Wolff foi questionado sobre Horner e não se importou em atacar o adversário antes mesmo da temporada começar: "Estou vivendo na cabeça dele sem pagar aluguel. Ele é obcecado. Cada segundo que passo falando sobre Horner é uma perda de tempo na minha vida."

Mesmo com Hamilton não disputando o título em 2022, uma vez que o W13 não foi o carro mais fácil de pilotar que a Mercedes já entregou aos seus pilotos, a briga entre os dois chefes de equipe não deixou de acontecer. Quando a notícia de que a Red Bull tinha excedido o limite de custos em 2021 veio à tona, Wolff foi um dos que cobraram medidas punitivas severas para o esquadrão de Milton Keynes. 

Tendo total consciência de que terá Horner no seu pé ao longo do ano - e de maneira efetiva caso as flechas de prata voltem a ser uma concorrente no campeonato - Toto Wolff não esconde que desfruta dos seus momentos na categoria. 

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG, arrives into the paddock with Susie Wolff

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG, arrives into the paddock with Susie Wolff

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

"Tenho grandes momentos na F1”, disse ele. “Amo o time, amo o desafio. Mas o que eu realmente amo é a minha família. Tenho três filhos, de 21, 18 e cinco anos. Ter a família reunida é o que mais me dá prazer. E com minha esposa [Susie Wolff] encontrei a parceira perfeita. Minha esposa pode dirigir carros mais rápido do que eu. Mas esse é o menor de seus atributos. Somos almas gêmeas."

Além de manter a chama da rivalidade acesa com Horner, Wolff também concentra suas atenções em Hamilton. O britânico tem contrato com a Mercedes até o fim deste ano e o chefe do esquadrão pretende renovar com o heptacampeão mundial o mais rápido possível. O austríaco alega que a situação está adiantada, mas o martelo ainda não foi batido.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #213 – Briga por 11ª equipe escancara crise entre FIA e F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Horner admite "erro da Red Bull" em controvérsia entre Verstappen e Pérez no Brasil
Próximo artigo F1: Russell não vê risco de atrito com Hamilton mesmo em meio à batalha por título

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil