Equipe médica inicia redução gradual dos sedativos de Zanardi; quadro segue grave, mas estável

Piloto e atleta paralímpico italiano sofreu grave acidente em Siena no meio de junho

Equipe médica inicia redução gradual dos sedativos de Zanardi; quadro segue grave, mas estável

Ex-piloto da Fórmula 1 e bicampeão da IndyCar (CART), o medalhista paralímpico Alessandro Zanardi continua na luta pela vida, recuperando-se de grave acidente sofrido em competição de bicicleta de mão em estrada na região de Siena, Itália, no dia 19 de junho.

Leia também:

Nesta quinta-feira, foi divulgado um novo boletim médico do competidor italiano. "A redução progressiva da sedoanalgesia começou. Após a redução da sedação, serão necessários alguns dias para novas avaliações do paciente pela equipe que está tratando o atleta, para permitir qualquer continuação de seu tratamento terapêutico e de reabilitação", informou o documento sobre a situação de Zanardi.

"Os parâmetros cardiorrespiratórios e metabólicos seguem estáveis, mas o quadro neurológico segue grave e o prognóstico permanece confidencial. Mais informações sobre as condições de saúde serão divulgadas na próxima semana, em acordo com a família", afirmou o boletim.

A trajetória do ídolo

Alex Zanardi teve algumas passagens pela F1 durante os anos 90, correndo por equipes como Minardi, Jordan e Williams. Nesse mesmo período, correu também pela Indy, onde teve seus melhores resultados, sendo campeão em 1997 e 1998.

O italiano sofreu um gravíssimo acidente em 2001 durante uma prova da Indy em Lausitzig na Alemanha, quando rodou e parou no meio da pista, sendo acertado a mais de 300 km/h por Alex Tagliani. O grave acidente levou à amputação de suas pernas.

Cerca de dois anos depois, já estava de volta ao esporte a motor, competindo com a BMW no Campeonato Mundial de Turismo, e, no mesmo ano, venceu sua primeira prova na categoria, em etapa na Alemanha.

Seu percurso no mundo do esporte paralímpico começou dois anos depois, e, desde então, firmou-se como um dos maiores nomes do esporte adaptado. Ele tem seis medalhas paralímpicas, sendo quatro de ouro, duas conquistadas em Londres-2012 e outras duas na Rio-2016. Ele é o maior campeão da modalidade nos Jogos. Além disso, Zanardi possui dez ouros nos campeonatos mundiais da modalidade.

Uma das medalhas conquistadas na Rio-2016 veio no dia em que seu acidente na Alemanha completava 15 anos. Ele celebrou duplamente, afirmando que estava feliz por vencer no Brasil, em que não havia ganhado na época da Indy, que corria no antigo autódromo de Jacarepaguá. Desde que começou sua trajetória no ciclismo, Zanardi divide seu tempo entre a modalidade e o automobilismo. 

O relato de como Zanardi surpreendeu a todos na UTI e a inspiração de amar a vida

PODCAST Motorsport.com discute notas polêmicas do game F1 2020; ouça o bate-papo

 

.

compartilhar
comentários
Rosenqvist supera O'Ward na penúltima volta e vence em Road America

Artigo anterior

Rosenqvist supera O'Ward na penúltima volta e vence em Road America

Próximo artigo

VÍDEO: Carro levanta voo em acidente impressionante na Indy

VÍDEO: Carro levanta voo em acidente impressionante na Indy
Carregar comentários