F-E: Pilotos esperam que corrida em Valencia seja a mais difícil da história

Estratégia de corrida na Espanha foi comparada a um pelotão em uma prova de ciclismo

F-E: Pilotos esperam que corrida em Valencia seja a mais difícil da história

Os pilotos da Fórmula E esperam que a rodada dupla do ePrix de Valência seja a mais difícil da história do campeonato e que se assemelhe a um pelotão em uma corrida de ciclismo.

Os pilotos são obrigados a economizar entre 30% e 35% de energia para fazer a finalização de uma prova regular de F-E em uma pista de rua convencional, mas poderia estar mais perto de 45% na Espanha.

Leia também:

Apesar da adição de uma chicane na reta principal para adicionar uma zona de frenagem pesada, o circuito de alta velocidade Ricardo Tormo oferece muito menos lugares para regenerar energia. Isso contribuirá para que o ePrix de Valência seja a mais difícil de todas as 73 corridas disputadas até a data, de acordo com Sam Bird e Lucas di Grassi.

O piloto da Jaguar, Bird, disse à Autosport: “Isso certamente será o mais difícil em termos de acertar os números."

“Como uma porcentagem do tempo de aceleração total, normalmente as pistas que visitamos podem ser de 64%."

“Isso é mais para 54%. Você realmente sente isso. Parece uma redução massiva."

“De alguma forma, temos que encontrar [o equivalente a] sete minutos de energia por corrida para terminar.”

Quando questionado se Valência seria a corrida mais dura da categoria, o piloto da Audi, di Grassi, disse: “Definitivamente em termos de gestão de energia, em termos da porcentagem que você tem que economizar para terminar a corrida.”

Di Grassi acrescentou que, devido às altas demandas de energia, pode ser desvantajoso liderar a primeira parte.

"Se você ficar para trás, com certeza você economiza energia."

“Definitivamente, há um meio-termo entre o quanto você economiza energia."

"Você podia ver alguém chegando da última para a primeira em cinco voltas, mas eles iam da primeira para a última nas últimas duas voltas."

“Aqui, a economia de energia e o equilíbrio do carro, é uma técnica diferente.”

Muitos pilotos compararam a estratégia de corrida a um pelotão em uma prova de ciclismo, em que se rompe na frente com os pilotos do grupo mais propensos a economizar energia do que os líderes definitivos e então montar um desafio pela liderança nos momentos finais.

Questionado sobre essa comparação, Bird respondeu: “Isso é exatamente o que eu disse outro dia."

“Não quero dizer que você não quer ser o primeiro, mas se não conseguir se afastar, essa pode não ser a estratégia mais sábia", concluiu. 

Ex-companheiro de SENNA POLEMIZA sobre o que Ayrton acharia da F1 atual em ÍMOLA e cita RATZENBERGER

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Por que temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
F-E: Di Grassi sugere à FIA que sistema de modo ataque ajude no policiamento dos limites de pista em Valência

Artigo anterior

F-E: Di Grassi sugere à FIA que sistema de modo ataque ajude no policiamento dos limites de pista em Valência

Próximo artigo

Fórmula E: De Vries supera Da costa na última volta e vence prova caótica em Valência

Fórmula E: De Vries supera Da costa na última volta e vence prova caótica em Valência
Carregar comentários