Nelsinho e Vergne discordam em análise sobre acidente no México

compartilhar
comentários
Nelsinho e Vergne discordam em análise sobre acidente no México
Por:
Co-autor: Tom Errington
18 de fev de 2019 11:35

Nelsinho Piquet e Jean Eric Vergne, discordaram das causas do acidente entre ambos que provocou a interrupção do ePrix do México, no último sábado, quando o brasileiro decolou e causou a bandeira vermelha.

A dupla lutava pelo oitavo lugar na terceira volta de prova quando Nelsinho atacou Vergne na chegada para a chicane final.

Vergne se moveu para defender sua posição, e, quando eles se aproximaram da curva, Piquet atingiu a traseira do carro da DS Techeetah e saiu do chão.

Ele ainda atingiu Alexander Sims, da BMW, e bateu nas barreiras de proteção, quando seu carro enfim parou.

Quando questionado sobre o incidente, Piquet disse ao Motorsport.com que “JEV parecia estar economizando muita energia naquele momento da corrida.”

“Eu até cheguei a pensar que ele teve um problema, então fui por dentro, ele começou a fechar a porta e eu estava pronto para me comprometer com a curva, frear por dentro e passar. Mas aí ele meio que que começou a recuperar energia por ali.”

“Quando isso aconteceu, logo de cara eu pensei: ‘com certeza ele fechou a porta cedo demais’. Mas olhei no vídeo e não vou culpá-lo 100%.”

“Sim, foi agressivo. Eu estava comprometido com a curva, mas quando você começa a defender, você espera que o cara freará tarde, e não no ponto onde ele está economizando.”

“Então, isso me pegou de surpresa, obviamente. Ele estava fechando a porta e eu pensei que ele frearia tarde, e ele freou cedo demais. Quando eu o atingi, eu estava basicamente ainda acelerando.”

O acidente provocou a interrupção da prova, o que permitiu que Vergne tivesse seu carro consertado.

Ao explicar sua visão do acidente ao Motorsport.com, Vergne disse: “Eu fechei a porta e continuei minha linha. Não fiz nada de errado e freei no ponto normal, e ele simplesmente voou por cima de mim.”

“Não sei em que ele pensou – talvez ele não viu a curva, porque estava completamente por dentro. Ele calculou mal totalmente a freada.”

“Não quero falar mal de Nelson – estou feliz que ele esteja bem, porque foi um grande acidente. Mas foi desnecessário.”

Vergne chegou a ocupar posições no top 10 após a relargada, mas acabou em 13º após se chocar com Mitch Evans.

Nelson Piquet Jr., Panasonic Jaguar Racing, Jaguar I-Type 3

Nelson Piquet Jr., Panasonic Jaguar Racing, Jaguar I-Type 3

Photo by: Joe Portlock / LAT Images

Próximo artigo
Di Grassi: vitória no México foi minha melhor na Fórmula E

Artigo anterior

Di Grassi: vitória no México foi minha melhor na Fórmula E

Próximo artigo

Wehrlein dispara contra Di Grassi: “quando estou perto dele, sempre tocamos”

Wehrlein dispara contra Di Grassi: “quando estou perto dele, sempre tocamos”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Evento Cidade do México
Pilotos Nelson Piquet Jr. , Jean-Eric Vergne
Autor Alex Kalinauckas