Castroneves busca retorno 'total' à IndyCar no ano que vem; entenda

compartilhar
comentários
Castroneves busca retorno 'total' à IndyCar no ano que vem; entenda
Por:

Tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis, piloto brasileiro que voltar à principal categoria de monopostos dos Estados Unidos

Vencedor da etapa de Road America do IMSA no último domingo a bordo da Acura, o brasileiro Hélio Castroneves, que também pilota pela Penske nos ovais da IndyCar neste ano, quer voltar a disputar a temporada completa da categoria de monopostos em 2021.

A decisão do piloto vem após o anúncio do fim da parceria entre Acura e Penske no IMSA no encerramento da atual temporada, de modo que os pilotos já foram informados que podem buscar outros lugares para correr no ano que vem.

Leia também:

Além de Castroneves, é o caso do colombiano Juan Pablo Montoya, ex-piloto da Fórmula 1, e dos norte-americanos Dane Cameron e Ricky Taylor, este último companheiro de carro do brasileiro no IMSA.

E 'Helinho' falou ao Motorsport.com sobre a situação: “Serei honesto. Estou procurando, quero voltar. Estou aberto a negócios. Sei que estou com a Penske há 20 anos e sou grato por todo este tempo juntos, mas eles me deram bandeira verde para procurar por vagas."

Castroneves venceu duas corridas no IMSA ao lado de Taylor. Na IndyCar, Castroneves venceu três edições das 500 Milhas de Indianápolis (2001, 2002 e 2009) e foi vice-campeão em 2002, 2008, 2013 e 2014.

Em 2020, o brasileiro tentará seu quarto triunfo na Indy 500. A mítica corrida norte-americana acontece no próximo dia 23 de agosto. A Penske também contará com Josef Newgarden, Simon Pagenaud e Will Power, que correm todo o campeonato neste ano.

De todo modo, Castroneves já pensa no futuro: “Uma equipe diferente será um novo desafio, mas eu penso que ainda posso somar muito. Aprendi muito com a Penske, minha ética de trabalho está aqui, e acho que sigo pilotando tão bem quanto antes."

"Se o próximo time for experiente, sinto que ainda posso somar ao que eles já tiverem. Se for uma equipe jovem posso somar também, porque já sei como estas coisas são feitas pelos melhores”, completou.

A McLaren considerou a contratação do brasileiro em 2019, mas o CEO Zak Brown preferiu não negociar com o piloto, também por consideração a Roger Penske. Castroneves ainda espera uma conversa particular com o dono da IndyCar e de Indianápolis para falar do futuro.

Rival de Castroneves no IMSA, Pipo Derani falou sobre o campeonato no RETA FINAL:

IndyCar adia etapa de Mid-Ohio por causa da pandemia de Covid-19

Artigo anterior

IndyCar adia etapa de Mid-Ohio por causa da pandemia de Covid-19

Próximo artigo

Indy anuncia que 500 Milhas de Indianápolis de 2020 não terá público

Indy anuncia que 500 Milhas de Indianápolis de 2020 não terá público
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar , IMSA
Pilotos Helio Castroneves
Autor David Malsher