Fórmula 1
07 ago
Treino Classificatório em
00 Horas
:
27 Minutos
:
08 Segundos
Fórmula E IndyCar
17 jul
Evento encerrado
NASCAR Cup
02 ago
Evento encerrado
R
Michigan II
07 ago
Postponed
Stock Car Brasil
24 jul
Evento encerrado
R
Interlagos - Corrida do Milhão
21 ago
Próximo evento em
12 dias
MotoGP

Mudanças de segurança em Le Mans desagradam pilotos

compartilhar
comentários
Mudanças de segurança em Le Mans desagradam pilotos
Por:
Traduzido por: Gabriel Carvalho
6 de jun de 2017 15:28

Mudanças na saída das curvas Porsche, visando a segurança, deixa pilotos preocupados com a descaracterização de Le Mans e redução do desafio

A pista de Le Mans passou por novas modificações para a edição das 24 Horas de Le Mans deste ano. Houve um aumento da área de escape asfaltada na perna final das curvas Porsche, que leva para a curva Corvette, para a esquerda (imagem acima).

Alguns pilotos reconhecem o aumento da segurança, mas temem a redução do desafio no tradicional circuito francês, enquanto outros questionam até mesmo se os trechos ficaram mais seguros com as modificações.

Andre Lotterer, tricampeão da prova, disse ao Motorsport.com: "Creio que é mais seguro, mas se isso virar uma tendência, será como pilotarmos em um estacionamento, com nada ao nosso redor."

"As curvas Porsche sempre foram um dos pontos mais icônicos em Le Mans e isso fará com que o trecho fique menos emocionante. Acredito que devemos tomar cuidado com o que fazemos nesta pista", afirmou.

Jan Magnussen, piloto da Corvette e que perdeu a edição de 2015 em La Sarthe após bater justamente nas curvas Porsche durante a classificação, não se mostrou muito favorável às modificações.

"Não sou necessariamente um fã desse conceito de mover os muros e as barreiras para longe", disse. "Se você as coloca muito longe, esta pista se torna igual a qualquer circuito da Fórmula 1 e qualquer um pode andar rápido."

ACO defende mudanças

Vincent Beaumesnil, diretor esportivo do ACO (Automóvel Clube do Oeste), explicou que aumentar a área de escape no trecho foi um mal necessário e melhor do que mudar o traçado.

"As curvas Porsche fazem parte de um dos trechos mais famosos da pista, os carros passam a 250km/h e entre dois muros próximos", disse o dirigente ao Motorsport.com.

"Um meio de gerenciar a questão seria instalar uma chicane, mas esta não era uma opção para nós. Queremos manter a velocidade, é parte do caráter de Le Mans. A solução aplicada é um bom compromisso", afirmou.

Beaumesnil explicou ainda que as mudanças no fim das curvas Porsche têm como objetivo garantir que se um carro bater no muro naquele setor, que o ângulo seja favorável para que nada de mais grave aconteça ao piloto.

Com o afastamento do muro em relação à pista e a adição de uma área asfaltada, criou-se a possibilidade de os pilotos cortarem a curva Corvette. Beaumesnil garante, porém, que será reforçada a necessidade de se respeitar os limites da pista, enquanto os pilotos explicaram que cortar a pista ali será improvável, dada a cambagem negativa da curva.

O ângulo do muro na Maison Blanche, curva leve à esquerda que leva para a pequena reta antes da chicane Ford, também foi modificado (foto abaixo).

Tal modificação foi feita levando-se em conta o acidente que Roald Goethe, então na Aston Martin, sofreu no trecho, em 2015. O piloto acabou com lesões nas costas após ser atingido pelo Porsche 919 Hybrid de Nico Hülkenberg - que acabaria vencendo a corrida.

View Porsche corner

Novos obstáculos na parte de fora da pista nas curvas, denominados 'floppies' (foto abaixo), foram avaliados durante os testes do último final de semana, em mais uma tentativa de impedir que os pilotos cortem caminho.

Os objetos, montados em molas, acabaram se soltando após serem atingidos. Beaumesnil insiste, entretanto, que isso aconteceu por alterações de última hora.

"Decidimos em cima da hora aumentar a altura deles para 40cm e, com isso, eles não foram colocados corretamente nos buracos. Mas isso mudará para a corrida", explicou.

O circuito "Bugatti" de Le Mans - traçado utilizado pela MotoGP - foi reasfaltado para este ano. Com isso, o novo asfalto será utilizado nas 24 Horas de Le Mans desde a chicane Raccordement até o início da sequência de "S".

Floppy at Prorsche corner
Barrichello: “Vou parar quando não amar mais o que faço”

Artigo anterior

Barrichello: “Vou parar quando não amar mais o que faço”

Próximo artigo

Gavin: LMP2 mais velozes soam como "se tivéssemos 30 LMP1"

Gavin: LMP2 mais velozes soam como "se tivéssemos 30 LMP1"
Carregar comentários