Últimas notícias

Binder perto de subir para a Moto2 com a KTM em 2017

Líder da Moto3, Brad Binder deve disputar a Moto2 em 2017, categoria na qual pilotará um novo chassi da KTM

Brad Binder, Red Bull KTM Ajo

Gold and Goose / Motorsport Images

Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo leads at the start of the race
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo

Líder da Moto3, Brad Binder tem tudo para disputar a temporada de 2017 na Moto2 e dará prosseguimento a sua colaboração com a KTM na classe intermediária. 

Dono de uma vantagem de 67 pontos na liderança da Moto3, o piloto sul-africano vinha sendo especulado na Moto 2 há um bom tempo. Com a saída de Johann Zarco e a vaga aberta na equipe Ajo, que cuida da operação de fábrica da KTM na Moto3, o destino lógico seria para essa posição.

Entretanto, nas últimas semanas surgiram informações de que Binder não irá correr numa moto da Kalex, mas sim num novo chassi KTM com suspensão WP. O acordo faz parte de um contrato de dois anos com a marca austríaca. 

Atual corredor da Leopard, Miguel Oliveira, ex-companheiro de Binder na equipe Ajo KTM na Moto3 em 2015, também deve se juntar à nova equipe na Moto2.

"Nós temos um contrato e tudo está caminhando muito bem. Estamos apenas ajustando detalhes, mas a base está decidida", disse Binder no domingo. "Esperamos assinar o contrato esta tarde parasubir para a Moto2. Até agora tudo parece positivo (sobre a moto). Mas será difícil pois é uma moto totalmente nova e as Kalex são muito fortes".

Binder admitiu que pilotar uma moto nova fará sua estreia na Moto2 ser ainda mais desafiadora. Lembrando também as dificuldades encontradas por antigos campeões da Moto3 quando subiram de categoria como Sandro Cortese, Alex Marquez e Danny Kent.

"Sei que será duro. Sei que terei de chegar e mostrar serviço. Mas é algo que tenho de encarar para avançar. Eu realmente gosto quando as coisas não são absolutamente perfeitas e você precisa trabalhar e dar o máximo de si". 

"Será um projeto divertido pois temos uma boa combinação entre Aki (Ajo) e o pessoal, nós nos entendemos bem". 

Perguntado se o fato de ter um contrato de dois anos ajuda, Binder acrescentou: "Com certeza. Te deixa mais relaxado pois se as coisas não derem certo no primeiro ano, você tem toda uma outra temporada para tentar solucionar as coisas". 

"Tenho muita confiança no meu time. Obviamente eu tenho de trabalhar bastante, mas as pessoas em volta podem me guiar e podemos fazer um bom trabalho". 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Sobrando, Zarco vence quinta e amplia liderança
Próximo artigo Bagnaia sobe para Moto2 em 2017 com time de Valentino Rossi

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil