Crutchlow diz ter opções em times de fábrica para 2018

Mesmo satisfeito na LCR, piloto ainda coloca ponto de interrogação sobre futuro no Mundial de Motovelocidade

Crutchlow diz ter opções em times de fábrica para 2018
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Carregar reprodutor de áudio

Vencedor de duas corridas no último ano, Cal Crutchlow vê seu nome em alta no mercado da MotoGP. O britânico diz ter boas ofertas para o próximo ano.

A lista de oportunidades inclui equipes de fábrica. Crutchlow sugeriu anteriormente que suas cláusulas de desempenho poderiam criar aberturas em contratos que se estendem até o final de 2018.

"No momento, não tenho motivo para sair ou pensar em ir embora", disse ele. "Mas eu tenho outras coisas na mesa. Eu tenho que olhar isso, pensar sobre isso e ver o que aparece.”

"Eu não tomei uma decisão. Tenho algumas coisas na mesa e certamente teremos que começar a pensar muito em breve. Em quanto tempo, não sei.”

"No final do dia, acho claro que ainda tenho grande velocidade, tenho um bom valor para a Honda no que diz respeito à informação e à forma como eu ando, testando coisas e sendo ainda rápido.”

"Mas as opções na mesa são muito boas também. Eu tenho que pesar os prós e os contras, mas estou muito feliz com a minha equipe. Lucio (Cecchinello, chefe da equipe) faz um ótimo trabalho, todos os caras da garagem fazem um ótimo trabalho também.”

"Eu trabalho com eles há três anos. Por que eu não trabalharia com eles novamente?"

Crutchlow completará 32 anos em outubro, e disse que seu próximo contrato "será um acordo de dois anos", mas insistiu que será o seu último no MotoGP.

Enquanto Crutchlow esteve envolvido no programa de testes da Honda, o gerente da equipe da marca japonesa, Livio Suppo, disse no início deste ano que não havia muito mais o que a Honda poderia fazer para o piloto da LCR.

No entanto, Crutchlow disse que está feliz com seu papel de piloto de teste, pois ajuda a fabricante a melhorar.

"O teste de peças é bom para mim, porque no final estou em um estágio da minha carreira onde sabemos que é difícil vencer Marc", disse Crutchlow.

"Mas se eu puder melhorar a moto para mim e para Marc, então ela vai melhorar para todos. Então, não me importo de testar as coisas.”

"Não me interpretem mal, às vezes é difícil, mas é um bom trabalho. Tenho uma boa moto e bom tratamento da Honda. Não há dúvida sobre isso."

compartilhar
comentários
Yamaha planeja teste privado em Aragón na próxima semana
Artigo anterior

Yamaha planeja teste privado em Aragón na próxima semana

Próximo artigo

Pedrosa derrota Lorenzo e é pole em Barcelona; Rossi é 13º

Pedrosa derrota Lorenzo e é pole em Barcelona; Rossi é 13º
Carregar comentários