Crutchlow pede melhorias para "parar de frear feito idiota"

Cal Crutchlow crê que Honda precisa trabalhar mais no chassi para que pilotos não precisem forçar ao extremo nas freadas, o que acontece com pacote atual

Crutchlow pede melhorias para "parar de frear feito idiota"
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Carregar reprodutor de áudio

Nos últimos anos, a Honda vem sofrendo com a aceleração, obrigando os pilotos se tornarem cada vez mais dependentes de freadas extremas para recuperarem o tempo perdido - tarefa que ficou mais complicada com a mudança para os pneus Michelin em 2016.

Os japoneses focaram no novo motor durante a pré-temporada, em uma tentativa de melhorar a dirigibilidade. Cal Crutchlow, entretanto, acredita que trabalhar no chassi da RC213V - o que tem ficado em segundo plano - seria benéfico. 

Marc Márquez e Dani Pedrosa testaram uma série de carenagens, enquanto Crutchlow adotou um que Pedrosa testou e descartou para a segunda metade da temporada passada. O piloto da LCR pede mudanças e, no estilo britânico, criticou a fabricante japonesa.

“Sabemos que precisamos parar de frear feito idiotas, pois é a única 'munição' que temos no momento", disse.

“Se pudermos construir um chassi que nos ajude neste sentido, tudo bem. Mas não vai acontecer amanhã e provavelmente não vai acontecer neste ano", afirmou.

“Não é um comentário contra minha fabricante, minha equipe ou algo do tipo. É mais um comentário no sentido de que olhamos demais para o motor nos dois últimos anos e creio que muitas melhoras podem vir do chassi."

“Eu pilotei outras motos (Yamaha, na Tech 3, e Ducati), sei o que o chassi pode fazer e creio que é uma área em que podemos melhorar bastante", acrescentou.

Márquez também deseja melhoria no chassi

Crutchlow venceu duas corridas na reta final da temporada passada e ocupa o quinto lugar na classificação da temporada atual após três corridas - o britânico foi o terceiro na Argentina e quarto em Austin, caindo e abandonando no Catar.

Márquez, que caiu e abandonou em Termas de Rio Hondo enquanto liderava, venceu em Austin e ocupa o terceiro posto no campeonato. Para o espanhol, o motor e o chassi devem se completar e pede mais trabalho no chassi, assim como Crutchlow.

“Se você tem um motor melhor, você tem um chassi melhor", disse. "Tudo fica mais fácil. É verdade que ainda precisamos trabalhar no chassi, mas somos bastante velozes nas curvas."

"Temos problemas na dianteira, com o pneu dianteiro, mas somos os mais velozes nas entradas de curva. O ponto é que perdemos muito tempo nas áreas de sempre", completou, referindo-se à aceleração.

Reportagem adicional por Charles Bradley and Oriol Puigdemont

compartilhar
comentários
Ducati chega a Jerez buscando reverter histórico ruim
Artigo anterior

Ducati chega a Jerez buscando reverter histórico ruim

Próximo artigo

MotoGP promete preliminar com motos 100% elétricas

MotoGP promete preliminar com motos 100% elétricas
Carregar comentários