Dovizioso anuncia aposentadoria da MotoGP após GP de San Marino em setembro

Piloto da RNF Racing admite que nunca esteve bem com a moto de 2022: "Não saiu como esperávamos, mas foi certo tentar"; Cal Crutchlow será o substituto

Dovizioso anuncia aposentadoria da MotoGP após GP de San Marino em setembro
Carregar reprodutor de áudio

Yamaha e Andrea Dovizioso anunciaram, antes do fim de semana do GP da Grã Bretanha de MotoGP que o piloto da RNF Racing vai deixar a categoria após a sua corrida em casa, no GP de San Marino em setembro deste ano. 

O 15 vezes vencedor de corridas da MotoGP retornou à categoria em tempo integral, exatamente na corrida em sua terra natal no ano passado como substituto de Franco Morbidelli na Petronas SRT - que se tornou RNF Racing em 2022. Antes da volta, Dovizioso estava cumprindo um período sabático após sua saída da Ducati no fim da temporada de 2020, assumindo um breve papel como piloto de testes da Aprilia antes de assinar diretamente com a Yamaha para se juntar à RNF. 

Leia também:

Mas o retorno de Dovizioso à Yamaha foi decepcionante, o tricampeonato até agora só marcou dez pontos na temporada de 2022 em que seu melhor resultado é um 11º lugar em Portugal. Dovizioso já há algum tempo deu indícios que o seu futuro para além de 2022 não inclui uma corrida no grid, uma vez que a RNF se prepara para mudar para a maquinaria da Aprilia.

Antes do GP da Grã-Bretanha deste fim de semana em Silverstone, a Yamaha anunciou que Dovizioso sairá da MotoGp após sua rodada em casa em Misano. Ele será substituído pelo três vezes vencedor de corrida e atual piloto de testes da Yahama, Cal Crutchlow.

Cal Crutchlow, Yamaha Factory Racing

Cal Crutchlow, Yamaha Factory Racing

Photo by: Dorna

O comunicado de imprensa da Yamaha confirmou que o acerto foi feito durante as férias de verão por consentimento mútuo com Dovizioso apontando "mudanças profundas" como parte da razão das suas lutas na moto.

"Em 2012, a experiência com o fabricante Iwata na Moto GP tinha sido muito positiva para mim e desde então sempre pensei que, mais cedo ou mais tarde, gostaria de ter um contrato oficial com a Yamaha", disse Dovizioso, que pilotou uma Yamaha Tech3 em 2012 e conquistou seis pódios.

"Essa possibilidade se apresentou, na verdade, de uma forma um tanto quanto ousada durante 2021. Resolvi tentar porque acreditava muito neste projeto e na possibilidade de me sair bem.

"Infelizmente, nos últimos a Moto GP mudou profundamente. A situação é muito diferente desde então, nunca me senti confortável com a moto e não consegui aproveitar ao máximo seu potencial, apesar da ajudar preciosa e contínua da equipe e toda a Yamaha.

"Os resultados foram negativos, mas, além disso, ainda considero uma experiência de vida muito importante. Quando há tantas dificuldades, é preciso ter a capacidade de administrar bem a situação e as emoções.

“Não atingimos os objetivos desejados, mas as consultas com os técnicos da Yamaha e com os da minha equipe sempre foram positivas e construtivas, tanto para eles quanto para mim.

"A relação permaneceu leal e profissionalmente interessante mesmo nos momentos mais críticos, não era tão óbvio que isso iria acontecer.

"Por tudo isso e pelo apoio, agradeço à Yamaha, à RNF Racing Team, à WithU e aos outros patrocinadores envolvidos no projeto. Não saiu como esperávamos, mas foi certo tentar.

"A minha aventura terminará em Misano, mas a relação com todas as pessoas envolvidas neste desafio permanecerá intacta para sempre. Obrigado a todos."

Crutchlow substituiu o lesionado Morbidelli na Petronas SRT no ano passado nos GPs da Estíria e da Áustria, antes de substituir brevemente Maverick Vinales nos GPs da Grã-Bretanha e Aragão.

O britânico obteve um melhor resultado de 16º em sua breve aparição no ano passado.

VÍDEO EXCLUSIVO: DRUGOVICH admite que é “MUITO DIFÍCIL” entrar na F1 como piloto oficial e revela PARCERIA

Podcast #189 - Quem tem mais a perder com confusão contratual? Alpine, Piastri, McLaren ou F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Líder da MotoGP, Quartararo está "trabalhando" para conseguir teste na F1
Artigo anterior

Líder da MotoGP, Quartararo está "trabalhando" para conseguir teste na F1

Próximo artigo

GP da Grã-Bretanha de MotoGP: Saiba horários e como assistir etapa em Silverstone

GP da Grã-Bretanha de MotoGP: Saiba horários e como assistir etapa em Silverstone